Yoni, templo sagrado

Nossa Vulva, ou Yoni (templo sagrado ou fonte de vida, em sânscrito) é um portal que nos conecta com o prazer, com a vida e a criação. Através da Yoni, toda vida é gerada. Suas águas são como rios, cheios de vida, fertilidade e mistério. Em muitas tradições, a vulva e o orgasmo feminino são considerados sagrados e importantes para a manutenção de toda a vida. Cada vulva é única, uma marca pessoal, como nossas impressões digitais. No entanto, em nossa cultura machista e falocêntrica, tivemos um aprendizado enviesado sobre nossos corpos e nossa sexualidade. Não conhecemos outras vulvas, não reconhecemos e valorizamos sua diversidade de formas. Recebemos normas estéticas e higiênicas que tentam regular nosso corpo e sua sexualidade natural e selvagem. Aprendemos a rejeitar sua aparência e cor e a domesticá-la com perfumes e lencinhos umedecidos para disfarçar seu cheiro natural. Com isso, muitas mulheres percebem seus corpos como inadequados, sujos e anti-estéticos. Não reconhecem seu poder sagrado e beleza natural. Muitas se submetem cada vez mais à cirurgias para mudar a aparência de suas vulvas, por sentirem necessidade de pertencimento e adequação, motivadas por padrões estéticos da indústria pornográfica. Essa mutilação voluntária dos corpos femininos é de uma crueldade imensa. Precisamos resgatar nosso corpo e nossa sexualidade selvagem, natural e sagrada. Retomar nosso autocuidado, nos apropriarmos de nossa sexualidade de forma livre, cheia de amor, fluidez e prazer. Perceber nossas yonis como o portal de nosso útero-templo sagrado, como os corpos de deusas vivas que somos. Nesse espaço sagrado, somente prazer, carícias, amor e cuidado devem ser permitidos.
Quando temos a experiência da dor, da rejeição, da falta de amor, do abuso ou da violência em nossos corpos, nossas vulvas e todo o nosso sistema feminino sentem. É importante trabalharmos o perdão e buscarmos nossa cura. Yoni-eggs (Cristais para uso interno), Yoni massage, rituais de limpeza uterinos, vaporização e bênção do útero são apenas algumas das inúmeras medicinas da terra disponíveis para nos curar.
Nossa vulva é uma fonte de prazer e beleza. Conhecer nosso corpo, nossa vulva, tocá-la, sentir seus aromas, líquidos e trocar informações com outras irmãs sobre sexualidade de forma amorosa e livre é um caminho importante para nossa plenitude e autoconhecimento.

Esse texto foi escrito por Naíla Andrade para a Mandala Lunar 2018. A Mandala Lunar 2019 conta também com muitos conteúdos inspiradores sobre os ciclos da natureza, mulheres, saúde, entre outros.
A Mandala Lunar 2019 ainda está disponível para compra aqui em nosso site.

Ilustração: Vic Campello