Sacola

Nenhum produto no carrinho.

Depoimentos

Conhecer a percepção de vocês em relação à Mandala Lunar nos nutre e nos motiva a seguir nosso trabalho. Por isso, se você gosta desse livro ou tem uma história marcante com ele que gostaria de contar, escreva aqui.

ENVIAR DEPOIMENTO

A mandala me fez crescer tanto como pessoa e mulher, que prometi a mim mesma que todos os anos comprarei uma mandala além da minha para presentear uma amiga/mulher que eu acredito estar precisando ou gostaria de tê-la.

Mônica Locatelli
São Miguel do Oeste - SC
Meu instagram: @lamonicalocatelli

A mandala lunar abriu um mundo novo pra mim. Um verdadeiro portal. Nunca imaginei que eu fosse capaz de me conectar com meu corpo dessa forma. De saber quando vou lunar, de saber quando estou ovulando. Apenas usando a escuta e a observação que fui aprendendo através das anotações.também foi essencial na minha gravidez, pois depois que aprendi a contar as lunações, soube exatamente a data do parto. Como meu ex companheiro disse, os diagramas deveriam ficar presos num mural da casa pra todo mundo acompanhar as nossas fases. Saber quando é o momento de nos dar essa pausa é essencial pra um bom funcionamento da sociedade e respeito com o nosso corpo. Agradeço muito a essa ferramenta por me ajudar tanto e ajudar tantas mulheres por aí! A nos reconectar com a nossa natureza feminina. Com a nossa sabedoria inata. Me conectei comigo, com a lua, com a terra, com o todo. Gratidão!

Inaê Priscila
Vitória - ES
Instagram: @inaepriscila

A Mandala Lunar é o meu momento de respirar fundo e materializar meu dia. Eu relaxo, reflito e por fim, consigo entender toda a agitação até dos dias mais caóticos. É uma forma de detectar padrões e desenvolver o autoconhecimento.

Carolina
São Vicente - SP
Publicitária de 25 anos, passando por uma fase de aceitação e autoconhecimento. @carolmulero

A Mandala Lunar veio numa altura da minha vida de grandes TRANSFORMAÇÕES, e querer compreender os meus ciclos estava a ser um chamado enorme! A Mandala veio como uma ferramenta imprescindível para todo esse processo, embora ainda esteja a perceber como fluo de ciclo para ciclo! É algo que todas as Mulheres deveriam usar para se conhecerem, honrarem e agradecerem seus processos! Super aconselho e sou imensamente GRATA por ter acesso a tal preciosidade!

Paula Gomes
Tailândia
paulinha_bodhispiritandmind (Instagram)

têm sido bem imortante ter a mandala comigo, ela me auxilia principalmente em perceber o meu cilco, e como serve de diário é um espaço só meu, onde posso “desabafar” e confidenciar coisas que acontecem em minha vida, assim posso soltar meus sentientos ao invés de guardar e acabar gerando algum desconforto fisico/emocional. Toda mulher deveria ter uma agenda mandala lunar pra chamar de sua.

Kely
Capinzal - SC
Olá, sou a Kely, eng civil por formação, mas que REdescobriu no mundo dos esotéricos a liberdade que tanto procurava com a @lojasetepontos. E que nessa busca acabou mergulhando no universo do sagrado feminino e compreendendo que EU sou a minha própria cura. Que o autoconhecimento é longo, mas que vale a pena essa busca e aprendizado, e que ter uma ferramenta como a Agenda Mandala Lunar que auxilia esse processo é maravilhoso. Permita-se. Você merece.

Me inspirou muito a olhar pra novos cantinhos de mim, me ajuda a mapear detalhes importantes que antes passavam batidos, como os sonhos e o meu humor diário. Quero comprar todo ano ❤

Gabrielly
São Paulo - SP
Sou a Gabi! Trabalho com foto e vídeo, posso ser encontrada no Instagram @grrcabral.

Desde 2019 tenho me aprofundado no meu auto-conhecimento e em 2020 a mandala lunar entrou comigo nesse processo.
Consigo perceber bem mais meu ciclo menstrual e minhas alterações hormonais e de humor. E com o auxílio da mandala lunar a visualização dessas mudanças se tornou mais clara e compreensível. Meus sentimentos expostos, que posso reler, também são de grande valia.

B Ferreira
Rio de Janeiro - RJ
BSF

A mandala lunar me proporcionou, primeiramente, um compromisso comigo mesma, remetendo à ideia do planejamento selvagem. Esse encontro diário foi se tornando cada vez mais prazeroso e esclarecedor, de modo que, hoje, quando não consigo “me encontrar” com a mandala é quando me sinto desconectada de mim mesma. A mandala tem se tornado o melhor hábito que eu poderia cultivar comigo mesma. Muita gratidão.

Ângela
Tanque Novo - BA
@psiangelamarques

A experiência de uso da Mandala Lunar mudou minha relação comigo mesma. Eu estava num momento de busca por equilíbrio com meu corpo e num golpe de sincronicidade do universo, uma amiga me apresentou a Mandala Lunar.
Foi tão bom pra mim que fiz questão de recomendar pra todas as minhas amigas. Várias delas usam. Umas começaram tão logo eu indiquei, outras levaram seu tempo. Mas todas me agradeceram a dica.
Hoje eu me conheço muito mais, estou sempre atenta aos sinais, mesmo q não esteja olhando minha mandala. Porque ela me ensinou a me perceber.
Como a estrada é longa e sempre temos mais a aprender, continuo usando e continuo me descobrindo, com o estímulo de saber o quanto já me conheci.
Recomendo e agradeço à Mandala Lunar.

Rebecca Tenuta
Rio de Janeiro - RJ
Astróloga da @astrolabio_astrologia

Desde que comecei a mapear o ciclo, acompanhar os dias e tudo mais, regularizou mais o ciclo menstrual, além de que posso comparar acontecimentos ao longo dos períodos. Isso passou a me dar clareza do que pode estar acontecendo em relação às minhas sensações, sintomas físicos, etc. Também me trouxe a possibilidade de voltar a escrever enquanto um diário, algo que sempre fiz como adolescente mas que tinha deixado de lado. Então, quando tô sentindo algo, que me sinto estranha ou aconteceu algo fora do comum eu anoto o que aconteceu, minhas reflexões e perspectivas de melhoras. Me trouxe uma maior comunicação e conexão comigo mesmo.

Poliana Pimentel
Surubim - PE

Ter uma conversa escrita com a Mandala Lunar, toda a noite, é o ritual diário que me coloca frente à frente com tudo que sou e tudo que posso ser. Anotar meu ciclo menstrual no diagrama me permite estar preparada para vivenciar minhas nuances uterinas integralmente, de maneira livre e centrada; as páginas do diário viram filmes pessoais pelos acontecimentos e sonhos ali colocados em palavras; as ilustrações das fases da Lua e das fases da menstruação, além do espaço para plantar sementes e colher frutos à cada lunação me colocam no presente, em união com a natureza cíclica que nos compõe. É uma ferramenta para conquista de si mesma. A Mandala Lunar me acompanha na construção do meu lugar no mundo.

Leticia
Rio Grande do Sul
Contadora de histórias

A Mandala Lunar me trouxe um aprofundamento de quem sou eu! Consigo prever períodos de maior introspecção ou maior criatividade graças a análise de ciclos. Agradecer pelos detalhes da vida virou rotina, projetar, realizar e reavaliar também! A Mandala é um instrumento riquíssimo que toda mulher que menstrua deveria conhecer desde a menarca.

Bruna Garcia
Cotia - SP

Fico xeretando as partes da agenda todos os dias, lendo os textos e pensando. Anoto compromissos, mas nem sempre; faço anotações de oráculos, faço anotações de todas as aulas que assisto online. Enfim, é um livrinho que está sempre por perto. Com o acompanhamento do ciclo menstrual pela mandala, eu pude observar que realmente TPM não é uma coisa que se manifesta em mim. Eu pude também observar que minhas crises de enxaqueca não eram relacionadas ao ciclo menstrual. Enfim, muitas coisas bacanas de auto-conhecimento. Adoro a agenda, dá vontade de presentear para outras mulheres.

Florencia Saravia-Akamine
São Paulo - SP
Engenheira de Som. @cyberflo00 no insta

Neste ano tão desafiador, a agenda da Mandala Lunar me “lembrou de lembrar de mim”. Toda vez que eu olho para ela, lembro de pausar, me observar, me dar carinho. Não necessariamente fazendo registros escritos… O objeto em si virou um símbolo de autocuidado pra mim. Isso é devido à dedicação de todas as envolvidas na confecção dessa relíquia, que faz com que ela seja uma bela obra de homenagem à Mulher. Grata!

Fabiana
Campinas - SP
@fabianjosbr (Instagram)

A Mandala Lunar me permitiu um uma conexão comigo mesma e um autoconhecimento que eu não esperava. A melhor parte do meu dia é quando eu começo a preencher ela e observo os padrões. Hoje consigo identificar muitas situações de gatilho para as crises de ansiedade que tenho. E tenho conseguido evitar muitas delas. Estou encantada. Já faz parte da minha rotina esses minutinhos de paz e sinto que é um afago de autocuidado. Esta é a primeira de muitas que terei.

Mariana
Salvador - BA
@melgoncs

Conheci a mandala através de uma das minhas melhores amigas: uma mulher preta, periférica (e atualmente também imigrante e prof. de uma área majoritariamente dominada por homens: T.I.). Comprei uma pra mim e uma pra ela e mandei lá pra Alemanha. Porém, o pacote dela depopis de um bom tempo, foi dado como perdido pelos correios e então ela usou a versão digital e eu compartilhava as páginas/textos/datas por foto. Apesar da frustração, isso nos rendeu muitas conversas interessantes. E de forma particular, eu retomei o contato com a escrita, voltei a exercitar minha criatividade e aumentei meu autoconhecimento, além de ter aprendido muito sobre tantos temas.

Cibele
São Paulo - SP

A mandala me auxilia a ver coisas que nem sempre o olhar é atento. Um estudo do meu corpo, dos meus sentimentos e emoções, dos meus sonhos. Isso me traz mais presença e me aproxima cada vez mais de quem eu sou.

Bruna Leal
São Bernardo do Campo - SP
@abrucadabra

Conheci a Mandala Lunar em 2019 e me apaixonei.
Indico para todas as mulheres, amigas, clientes e espero que a produção só cresça para que um dia minha filha também possa ter essa ferramenta tão especial.
Me emociono com todos os conteúdos e me sinto acolhida em cada página.
Sou muito grata por essa inovação no processo de desenvolvimento feminino 🤍

Mirra Mattos
Nova Friburgo - RJ
Instagram: @mirramattos YouTube: Mirra Mattos Site: mirramattos.com Astróloga, Taróloga e Terapeuta

A mandala lunar foi a primeira ferramenta que usei para resgatar o cuidado comigo. Desde 2018 usando e só agora consigo me perceber de forma mais clara. Muitas vezes retorno as edições anteriores e encontro algumas respostas. É uma especie de mapa, para mim. Sou muito grata a toda essa equipe por ter idealizado e colocado no mundo essa ferramenta tão potente. Foi através da mandala que consegui fazer as pazes comigo e me olhar com outros olhos (os meus).

Adrianne Carvalho
São Luís - MA

Comecei como usuária e depois como distribuidora e éuma força grande, me proporciona prosperidade e cura nesse movimento. Sou muito honrada por ser de certa forma guardiã

Simone Marques
João Pessoa - PB
Simone Marques, Alquimista Natural, Terapeuta Holistica, Sacerdotisa da Deusa pelo círculo ciranda da deusa na Paraíba , estudiosa dos saberes femininos, guardiã da @simones.afrodites

Aprendi a respeitar meus momentos, enxergando os padrões em todas as fases da lua. Foi impressionante ver que os sonhos importantes sempre ocorrem numa determinada fase. Aprendi a tomar decisões importantes, esperar, silenciar! Foi transformador.

Renata Lemos
São Paulo - SP
Mãe da Laura de 2 anos, companheira do Vava há 12 anos, gestora de gente (10 mulheres maravilhosas no time), curiosa, incansável, justa e sincera.

A Mandala Lunar virou minha principal ferramenta de autoconhecimento diário para “revisar” os acontecimentos do meu dia e também criar um ritual de contato com a natureza da Lua. Acompanhar de perto meu humor, oscilações de estados mentais e sintomas corporais e reconexão com a menstruação. Veio exatamente no momento que parei de tomar hormônios (pílula anticoncepcional, única contraceptivo que usei desde os 13 anos) e foi excelente para o meu atual momento de vida. Meu ciclo e a Lua realmente estão se conhecendo e, cada mês, se familiarizam mais.

Caroline Baldasso
Porto Alegre - RS
Neurocientista comportamental e Pesquisadora | Site: baldassocarol.com e Instagram: @baldassocar

a mandala me ajuda em epocas de crises de depresao e ansiedade, eu sinto ela como minha amiga

Luciana Sindalukwe
Santa Luzia - MG
@eu.lucunha

A Mandala é meu mundo interior todinho. É onde junto o calendário lunar com o meu ciclo e planejo minhas tarefas de acordo com meu ritmo biológico. É onde encontro imagens e textos lindos que inspiran. Também é meu diário, meu espaço para conversar comigo mesma, entender meus padrões e anotar meus sonhos (os que tenho dormindo ou acodada). Escrever na minha Mandala é um ritual. É expressar quem eu sou quando ninguém vê e encontrar acolhimento.

Camila
São Paulo - SP
Camila - a que ama a lua e dá bom dia para o dia

Bom, não tenho palavras para agradecer esse trabalho de vocês! Não há preço que pague o conhecimento interno e da natureza cíclica da mulher que conseguimos ter ao usar a mandala lunar. A mandala fez com que eu fizesse acompanhamento detalhado da minha Síndrome do ovário policístico e da minha redução de peso além da minha transição capilar. O que pra mim foi essencial pois foi um motivador e um grande arquivo para análise. Só agradecer!!!!

Beatriz T. Mello
Rio de Janeiro - RJ
@Btmellos - Instagram

Conheci a mandala este ano, ao ver alguns posts no instagram. Sou apaixonada por ela principalmente porque tenho tentado levar a vida mais leve e sempre amei escrever. Além de me ajudar com as lunações (que são irregulares) me auxilia como planner, eu consigo acompanhar o ciclo lunar de forma fácil (para meus cultivo de plantas) e me ajuda no meu processo de escrita em casos de ansiedade (além de escrever é um lugar onde eu posso colorir e ter cores e identidade visual de forma fácil). É um diário cheio de possibilidades. Realmente adoro!

Gabriella Gaia
São Paulo - SP
@inthegaia / @cogumagiics

A mandala lunar é como um guia pra mim, observando os sentimentos e anotando as sensações, sonhos, consigo identificar junto com os ciclos da lua alguns padrões comportamentais. Tem sido incrível acompanhar e saber mais do meu próprio ciclo interno e poder me antecipar e programar eventos, dias que estarei sentindo uma maior clareza, acolher os dias que estarei mais introspectiva, simplesmente amo poder estar tão conectada através da madala lunar <3

Meli
São Paulo - SP
@soul.jiury

A Mandala Lunar, apresentada pela minha psicologa, foi o início de uma jornada importante de autoconhecimento e reconexão com a natureza. Desde 2019 utilizo e, dia após dia, mês após mês, ano após ano, só se torna uma ferramenta ainda mais especial em minha vida.

Mariana Bragança
Curitiba - PR
@_tasqueando

A mandala me trouxe para um outro universo e sou muito grata por isso. Meu olhar para comigo e com as mulheres ao meu redor tem mudado a cada dia, e certamente a mandala tem influência! <3

Gabriela Torres
Salvador - BA
Sou anfitriã de Círculo de Mulheres e Desenvolvedora dos percursos de aprendizagem de cursos de terapias. www.panapanacursos.com.br

Comecei a usar a mandala em um período extremamente conturbado da minha vida. Utilizá-la me ajudou a me direcionar mais ao presente e a focar em mim, nem que fosse por 10 minutos no dia. Também me motiva em varias outras atividades, quando percebo que o icone da atividade fisica não esta pesente a alguns dias, por exemplo, busco ali o que pode ter causado esse desinteresse. Durante algumas vezes eu me perdi em relaçao ao proposito de auto cuidado porque me cobrava preencher ela todo dia, mas ate essa percepçao me serviu de lição e hoje em dia me cobro menos em relacao ao preenchimento diario e a todas autocobranças injustas da vida. A mandala tem sido extremamente importante para me conhecer, saber quando marcar trabalhos que demandam criatividade, saber quando provelmente estarei mais sociável. É uma ferramenta que eu pretendo utilizar todos os anos da minha vida e pretendo disseminá-la cada vez mais. Afinal, autoconhecimento é poder! E dos grandes!
Aaah! Gostaria também de deixar minha gratidão pela disponibilização online das lunaçoes, foi utilizando elas impressas ano passado que eu tive certeza de que queria ter uma de verdade ♥️

Karol
Juiz de Fora - MG
Se possivel, fico mais confortável que compartilhem apenas ESTADO E PAIS.

Eu conheci a primeira versão da Mandala Lunar quando ela ainda era um calendário mensal. Ele me ajudou a enxergar meu fluxo e não senti mais necessidade de comprar nos anos seguintes.
Ano passado ganhei de presente e fiquei muito feliz e surpresa com o que esse trabalho tinha se transformado.
Ele é um verdadeiro livro de autoconhecimento feminino. Delicado, envolvente, sedutor.
Foi um feliz encontro.
E desde então, voltei a usar e indicar pras minhas mulheres.
Assim vamos construindo juntas um mundo mais gentil, respeitoso e consciente dos ciclos, ritmos e pulsos.

Anita Gomes
Botucatu - SP
Anita Gomes Terapeuta de Mulheres Moon Mother Diretora do Filme O Resgate do Feminino Sagrado www.anitagomes.com.br

Desde 2020, uso a mandala lunar de vocês todos os dias. Tenho aprendido muito, MUITO, sobre mim. Especialmente neste contexto tão complicado, com a pandemia, o distanciamento social e todos os desafios decorrentes disso, sinto mesmo que esse momento de me conectar comigo, com meu dia, com meu ciclo, a partir da mandala, meio que me salva!

Elodia Honse Lebourg
Ouro Preto - MG
Professora, doutoranda em Educação, @elolebourg

A mandala lunar tem sido uma ferramenta incrível de auto conhecimento e auto observação. Tenho muito mais clareza na percepção da fertilidade e na percepção da flutuação das emoções. Eu acredito que toda mulher tem que ter uma mandala lunar pra vida inteira!

Vanessa
Goiânia - GO

Eu amo o fato da agenda não ser apenas uma agenda, mas um movimento… é uma delícia quando, do nada, descobrimos que alguém também tém uma e aí vira uma boa desculpa para prosear com outras mulheres sobre o universo mais que sagrado do feminino. É sensacional este espaço de pertencimento que foi desencadeado por vcs.

Rachel Añón
São Paulo - SP
Www.ponteaponte.com.br

A Mandala foi um poderoso instrumento para autoconhecimento e combate a sintomas de depressão e automutilação. Aos poucos passei a registrar os sentimentos que antevinham as crises e avaliar o que sentia após. Com o passar do tempo, o autoconhecimento me ajudou a evitar essas sabotagens e perceber a ciclicidade da vida humana e da natureza, saindo de uma perspectiva de ansiedade, sofrimento por antecipação e prisão dentro da minha própria mente. Escrever na mandala, junto a experiência com a ahyuasca, ajudou na minha libertação espiritual e, sobretudo, como mulher. Acompanhar as fases da lua e assumir à sua influência no meu corpo e na natureza permite uma existência mais contemplativa e desacelerada que o modelo de vida capitalista todo dia tem tomado de nós. Agradeço por construírem uma instrumento de libertação que, pra mim, fez perceber uma urgência de conexão e respeito à minha ancestralidade. Gratidão, querides.

Cindy Cabral
Natal - RN

A mandala tem sido pra mim um caminho de volta pra dentro de mim, de autoconhecimento, autocuidado e também para com as mulheres. Me interessei por esse universo tão necessário e estou estudando ginecologia natural.

Jéssica Oliveira
Rio das Ostras - RJ
@jessica.oliveiramont

Me despertou o reconhecimento da escrita como uma forma de alívio, algo que já era uma verdade, mas que foi esquecida e através da Mandala isso renasceu. Obrigada.

Suellen
Porto Alegre - RS
Sou psicóloga, feminista, vegetariana e uma fã. Instagram: @suellenmossi

dezembro 2018 tinha acabado de ser mãe, pedido demissão, mudado de sp(capital) para sc(praia – barra de ibiraquera) ganhei a mandala da minha irmã – e ela ajudou a me reconectar comigo mesma – a criar tempo para mim a me olhar e me perceber – foi um processo lindo de cuidado e auto conhecimento.

Adilah
Imbituba - SC

A Mandala Lunar é numa ferramenta de autoconhecimento mas para mim também é de conexão com tantas outras mulheres. Sou revendedora, e tenho um grupo com quem compra comigo. Ali no grupo temos muitos papos, um lugar seguro de trocas. A mandala é minha companheira diária. Nela consigo ter a dimensão que literalmente eu escrevo minha história. Nela vejo os ciclos se repetirem a cada ano, quando leio e vejo que algo que está acontecendo hoje estava acontecendo de maneira parecida anos atrás na mesma época.

Piéra
Santo André - SP
Pedagoga, artista-educadora, brincadora e aromateralover. Gosto de ser ponte entre. Se quiser, me segue @aromaterrapi

A Mandela é um portal de auto conhecimento e multiplicação de amor e coragem para muitas mulheres. Sou muito grata por acompanhar de perto esse trabalho.

Tayhú
Porto Alegre - RS

A ideia da mandala foi surgindo conforme eu me reconhecia como uma mulher cíclica e com um ritmo particular. Nesse processo, conheci a Mandala Lunar e comecei a fazer o exercício “cartográfico” antes de adquirir a agenda. Com a agenda em mãos, o diário se tornou mais natural e também inspirador. As ilustrações, as mensagens, os ciclos da Lua e as lunações clarearam alguns pontos que eram mais difíceis de serem compreendidos. Estamos vinculadas para sempre. Meu ritmo e meu ciclo não serão nunca mais um inconveniente ou um dilema sobre a minha (im)produtividade.

Júlia
Brasília - DF
Júlia Godoy, artista e pesquisadora em artes visuais.

A mandala me ajudou muito a me entender como ser cíclico. Hoje consigo me organizar e atender as necessidades do meu corpo. É muito maravilhoso saber qdo vou menstruar, ter autonomia para entender um sintoma do meu corpo e procurar ajuda médica, entender os dias mais sonolentos e os mais energéticos.

A Mandala foi a porta de entrada para meu aprofundamento nos estudos da Ginecologia Natural e Autônoma. Ela é meu o livro mágico.

Fabíola Ferreira Ocampo
Guajará-Mirim - RO
Instagram - @ffabiola.ocampo

embarquei nessa jornada de autoconhecimento a partir do contato que estabeleci com uma mediadora da aldeia shanenawa, em Feijó-Acre. Através do nosso contato adentrei no mundo da espiritualidade, com o kambo, o tzolkin e a mandala lunar. Mapear meu ciclo menstrual, no primeiro momento, pareceu uma tarefa árdua e dispendiosa demais, cuja lógica capitalista de produtividade e uso útil do tempo me impedia de visualizar na minha vida. Porém fui incisiva no aprendizado e hoje percebo diversos padrões que me auxiliam na condução das obrigações do dia a dia, distribuindo-as conforme a energia do meu estado menstrual. A mandala juntamente com o livro Ginecologia Natural me firmaram no processo de entender quem eu sou e não permitir que ninguém passe por cima do que eu sei sobre mim mesma. Adquirindo consciência sobre meu ciclo aprendi a ter controle sobre meu corpo e a ouvi-lo melhor, impedindo que terceiros o dominem. Conhecimento é poder, e a mandala fez parte da minha emancipação!

Melissa P. Jardim
São Paulo - SP
instagram: @lissajardim twitter: @melissa_jardim

Estou feliz em ter conhecido a mandala, pois tenho uma filha, e aprendendo a manusear vou poder passar as questões do períodos menstruais melhor do que foi passado pra mim, o lado bom de uma menstruação. Só tenho gratidão!

Milena Jantsch
Montenegro - RS
Sou técnica de enfermagem, e estou em busca do meu auto conhecimento.

Só tenho a agradecer a vocês que conseguiram materializar um produto tão lindo e cheio de amor como a Mandala. A experiência tem sido incrível e espero que cada vez mais mulheres sejam abraçadas por esse processo do autoconhecimento e da libertação, que só tem a agregar em nossa união e força, tão necessárias nesse mundo violento em que vivemos. Gratidão por espalhar amor e luz!

Isadora
São Paulo - SP
@isadoradbarros

Comecei a usar a Mandala Lunar na edição de 2021 e está sendo uma experiência incrível! Pela primeira vez consegui manter um diário, o que tem me auxiliado bastante com a ansiedade nesses tempos de isolamento. Além disso, os textos são educativos e reflexivos, trazendo muito alento e atenção para o pertencimento a esse grande organismo que é o Planeta Terra. O preenchimento das mandalas me fez ter mais atenção sobre meu ciclo e como eu sinto ao longo dos dias. Estou muito feliz com essa experiência!

Giovanna Duarte
Fortaleza - CE
Arquiteta e UrbanistaInstagram: @gioduarte_

Sou só gratidão! Desde que comecei a usar a Mandala Lunar tive muitas descobertas de autoconhecimento. Logo no início já comecei a entender melhor meu jeito cíclico de ser e a perceber padrões que não havia percebido durante a vida toda. Foi também um modo de conversar com meu parceiro para que ele também entenda como funciono. E isso ajudou nossa relação. Agora, quando há qualquer alteração em meu comportamento ou estado de espírito, meu marido, curioso, pergunta o que está acontecendo em relação a minha Mandala, em que período de lua ou de ciclo estou e isso é realmente mágico. Os conteúdos tem uma linguagem simples e são muito enriquecedores e todo o formato de organização da Mandala é perfeito. Adaptei-me facilmente.

Daniela Teixeira Borges
Passo Fundo - RS
Daniela - Médica de Família e Comunidade - [email protected]

A Mandala Lunar me reconectou com a prática da escrita reflexiva e se tornou uma ferramenta indispensável para minha saúde mental, pois me ajuda a organizar a cabeça, encontrar padrões e tomar decisões.
A Mandala me despertou para o sagrado feminino e me inspirou a viver cada vez mais próxima dos meus ideais, a respeitar meus ciclos e a valorizar meus momentos de introspecção, a buscar autoconhecimento e presença e a celebrar e cuidar da Mãe Terra. A Mandala já me acompanha há anos e não consigo mais viver sem ela, é tão linda e importante para mim que a considero realmente mágica.

Clara
Rio de Janeiro - RJ

A Mandala Lunar me ajuda a sempre lembrar de tirar um tempinho para mim e analisar como foi meu dia e/ou como estou me sentindo em relação à vida, a mim mesma, aos outros, etc. Isso me faz estar muito mais conectada comigo mesma e contribui para meu autoconhecimento, por me fazer ser sincera comigo mesma. Também me faz estar muito mais conectada com meu ciclo menstrual, me faz olhar para minha menstruação como um momento sagrado analisando a potência que posso tirar dela e de todo meu ciclo. Também uso a mandala como diário quando preciso – não é todo dia, mas sempre que sinto que preciso escrever, eu coloco na mandala e é mais um exercício de autoconhecimento e autocuidado por externalizar meus sentimentos e emoções no papel.
A Mandala tem um espacinho muito especial no meu coração, virou meu instrumento de conexão comigo mesma e com meu ciclo. Sou apaixonada nesse livro e as ilustrações fazem com que tudo seja mais maravilhoso ainda.

Ingrid
Limeira - SP
insta @ingridbellini

A Mandala me ajuda muito a ficar em paz comigo mesma, a refletir sobre como estou e como foi meu dia para não seguir só no automático. Me ajuda a me conectar com meu corpo e meus sentimentos, além de perceber meus hábitos de forma mais consciente.

Catarina Aydar
São Paulo - SP

Com a Mandala, sinto que não estou sozinha. Ela me acolhe e traz a sensação de que existem muitas mulheres buscando, sobretudo através do autoconhecimento, construir um mundo melhor com mais amor, respeito, união. Ela traz essa energia de beleza, de união, de leveza e de força ao mesmo tempo. A Mandala é toda linda. A gente sente o carinho envolvido em cada página.

Aline Maraschin
Natal - RN
@aline_maraschin

Mandala é um ferramenta de investigação e autoconhecimento muito poderosa. Todas mulheres merecem esta ferramenta que nos auxilia a entender melhor nossos ciclos momentos questões.
Sinto que fazer perguntas a mim mesma me ajuda a nortear os meus caminhos e compreender melhor cada fase extraindo meu melhor, fazendo escolhas cada vez mais assertivas e conscientes.
Obrigada por isso!

Mariana Selingardi
São Paulo - SP
Sou nômade digital, instrutora de Yoga online e uma buscadora incansável nesta jornada do autoconhecimento. @mari.selingardi

Para mim, a mandala lunar foi e é, de fato, uma ferramenta muito importante de autoconhecimento e autocuidado. Com ela eu voltei a escrever, a trazer à consciência meus pensamentos, sentimentos, coisas do dia a dia e repetições. Além do autoconhecimento, que no meu caso engloba a “auto-escuta”, o “auto-respeito” e o “auto-amor”, aprendi muito sobre como as influências externas interferem no nosso corpo, como o ciclo circadiano/estações do ano e etc. Além disso, por abordarem questões que não estou inserida (como mulher cis, branca, de classe média), me fazem questionar sobre assuntos que não tenho conhecimento. Me fazendo buscar referências de pessoas com lugar de fala, além de incentivar o trabalho das artistas que participam na criação da Mandala, e a tornam tão “humana”, um lugar seguro de acolhimento.
Acho a Mandala Lunar uma ferramenta incrível. Só tenho mesmo a agradecer pela entrega, cuidado, dedicação e amor que as criadoras tiveram e têm. Que essa egrégora se expanda cada vez mais e mais pessoas possam cocriar com tudo o que a Mandala pode oferecer.

Gabriella Agnes R. Haro
São Bernardo do Campo - SP
Sou uma mulher cis, branca, de classe média, médica veterinária, amante dos animais, da natureza, e das mágicas do universo. Estou sempre em busca de conhecimentos, e procuro a cada dia aprender sobre as diversidades. Somos diversos. Somos natureza. Instagram @gabriella.arh

A mandala lunar é ótima pra organização como um todo. Anotar sobre o ciclo menstrual, lembrar dos compromissos comigo mesma, projetos, tarefas, e o que aconteceu naquele dia de mais relevante. Tudo isso ajuda na percepção de como estou vivendo e onde preciso por exemplo recalcular a rota.

Danielle Barbosa Ativo
Recife - PE
Mãe de uma criança PCD♿ e aromaterapeuta @danilleativo

Tô gostando muito de usar a Mandala, é como se eu tivesse com quem conversar, desabafar. É onde eu vejo mais notoriamente minha evolução enquanto pessoa.

Vanubia
Recife - PE
@vanuubia

Essa agenda possibilita que eu me observe e compreenda outros ciclos além dos menstruais (já passei dessa fase). Ela aflora minha intuição, conexão e criatividade. Sinto prazer em atuar nela, em deixar minha marca.

Selma - Kamala
São Paulo - SP
Sou vegana por amor. Sou de esquerda por princípio. Sou feminista por idealismo. Sou mãe de uma filha e tutora de 3 gatas. Hoje estou aposentada, mas trabalhando com terapias alternativas. Meu Instagram: kamalaselma

nesse mais de um ano de isolamento, crise e desgoverno, a mandala tem sido uma companheira física, material, que posso tocar, escrever, marcar. me auxilia a desconectar do virtual e a ser grata pelas pequenas grandes coisas.

Isabella
Curitiba - PR

Eu simplesmente amo a mandala e não me vejo mais sem! É o meu momento de resgate do feminino, de contato com a ancestralidade feminina, de sentir a influência da lua e da natureza na minha vida. Momento de ver como os ciclos da natureza coincidem com os nossos ciclos. É um super exercício de auto-conhecimento e também de disciplina. É o cantinho do desabafo. É também aquele momento de relaxamento e de alívio para a mente. Sem falar que as ilustrações são lindas demais e os conteúdos ótimos! Só amo!

Maria Eugênia Campos
Indaiatuba - SP

A mandala lunar tem me auxiliado profundamente no meu processo de autoconhecimento, é como um guia naturalmente perfeito, combina medidas de tempo necessárias para localizar nossas experiências sociais a partir uma outra visão de mundo que vai muito além do que é construído em nossas mentes por anos. É como se falasse a minha língua, e de repente uma outra pessoa da minha vida começa a pratica-la também e nossa conexão se aprofunda, nos entendemos mais, a nós mesmas e uma a outra. Ate quando eu passo um tempo ignorando a mandala, isso já diz muito sobre mim, já significa muitas descobertas, é sobre como as coisas funcionam. E foi atraves da mandala que eu cheguei ao livro “seu sangue é ouro”, o material complementar perfeito para o momento que eu estava vivendo, mudou minha vida.

Loli
São Paulo - SP
@_____.alicia no instagram

Eu tenho mais saúde íntima. Depois que comecei a usar a mandala, não tenho mais cólicas intensas, não sinto mais raiva de menstruar. Eu compreendo melhor a minha TPM e as minhas necessidades. Eu acompanho e entendo cada fase do meu ciclo. Consigo reconhecer padrões negativos. Hoje eu me acolho e me respeito. Há dois anos que não tenho problemas com a minha saúde íntima: cistite, vaginite, acabou. Uma verdadeira transformação física e psíquica.

Dridemorais
Pacajus - CE
@dridemorais

Olha primeira vez que eu tô usando a mandala, uso mais como diário pra acompanhar meu ciclo e me expressar, tô amando essa experiência, me deu outra visão das coisas, principalmente no meu achismo de achar que todos os meus dias eram iguais, mas não, me fez ver coisas que eu não reparava, me fez ser mais expressiva, e com os temas que ela tem, me apresentou novos conteúdos, um aprendizado sobre mim e sobre o mundo, eu amo.

Shofia
Americana - SP

A mandala lunar ajudou a me conhecer um pouco mais. Entender meus ciclos e como a natureza a minha volta me afeta positivamente ou não. Aprendi quando devo dar pausas nos projetos, o que desperta minha ansiedade, quando estou totalmente animada com algo e tem vezes que não é bem assim. Me ajudou a notar que esses ciclos se repetem todos os meses. Esta sendo maravilhoso!

Julia Cordeiro
Sao Gonçalo - RJ

A mandala me conectou de um jeito que eu não fazia ideia, comprei como uma agenda que tinha a parte de anotar a minha menstruação, já que não queria mas anotar em apps de celular, mas os textos, as artes, foram me conectando com o meu corpo, com percepções. Parece mágica, antes colocava no app o dia da menstruação, ele apitava se tava atrasada e nunca lembrava o dia, sempre tinha que recorrer a ele… Com a mandala, eu passei primeiro a lembrar quando foi a última e quando está perto da próxima, como a também a perceber outros sintomas do corpo… muito bom sair do automático… obrigada por esse trabalho <3

Marina de Assis
Rio de Janeiro - RJ
@haerentia_

Tive o prazer de após alguns anos comprar a Mandala Lunar de 2021, logo depois apesar da procura intensa deste ciclo consegui entrar como distribuidora. Eu com 36 anos e minha filha com 18 anos pudemos juntas nos aventurar na Mandala Lunar, trocamos experiências com ela, isso também nos ajudou na aproximação além mãe-filha, encontramos uma busca em comum sobre o Ser mulher e o feminino.

Manô Araújo
Saquarema - RJ
Aqui é a Manô Araújo, sou instrutora de Yoga já faz uns 14 anos, ando estudando outras áreas da terapia natural e integrativa. Nesse momento me dedico ao Alecrim Armazém de Boas Idéias, onde trabalho com sustentabilidade, orgânicos e terapias naturais.

Foi por observar, diariamente, minha situação mental/espiritual/de presença, que resolvi que eu estava me negligenciando e colocando a prioridade nas pessoas ao meu redor e nao em mim. Quando afetos próximos interviram e me chamaram a perceber, o que a minha mandala falava só ficou mais evidente e eu tive que mudar à força. Hoje estou leve e feliz, o padrão das lunações traduz isso bem.

Gabriela Ribas
São Paulo - SP

A mandala lunar mudou a minha vida! Cheguei em um post no instagram de vocês enquanto pesquisava sobre planner e fiquei encatada com a proposta. Com a mandala em mãos, além do livro cheio de ensinamentos, passei a escrever intuitivamente e ela passou a ser um dos meus autocuidados diários, onde eu reflito sobre meu dia e ainda acompanho meu ciclo. Muito obrigada!

Emanuella Toledo
Rio de Janeiro - RJ
@emanuellatoledo

Esse ano comecei o uso da minha mandala já no mês de maio e por coincidência (ou não), assim que terminei a leitura das páginas inicias e dei início à mandala, minha ultima cartela de anticincepcional acabou (medicamento que já havia resolvido descontinuar). Desta forma, após a leitura dos textos e início do preenchimento da mandala e diário, me sinto muito mais a vontade e pronta para esse nova fase que virá, após 3 anos e meio de uso contínuo de antinconcepcionais.

Muito obrigada por possibilitarem essa experiência de um jeito tão educativo e ao mesmo tempo leve e inspirador. Desmistificar nossos corpos e ciclos pessoais, não tem preço.

Juliana Trindade
São Paulo - SP
Juliana Trindade (25 anos)

A mandala lunar me mostrou oque lá no meu intimo eu já sabia… mas deixava escondido de mim mesma. Quando comprei, pensei: vou escrever todos os dias. Mas com o tempo fui vendo que minha vida inteira coloquei regras ditas pelos outros, ou que eu entendesse que assim fosse. E me permiti aceitar que NÃO, a mandala lunar é minha e quem dita as regras sou eu. Vou escrever na hora que eu bem entender. Ao ver muitas mulheres engajadas nas redes sociais fazendo todo dia o seu “dever” de casa, começou a me incomodar real. Pensava mais uma vez: Cara, será que não sou essa mulher tão foda? Multifunções? Querendo fazer mil coisas ao mesmo tempo? Parei, respirei e decidi… vou fazer tudo no MEU tempo. Evoluir é isso, se cobrar menos, sofrer menos e viver plena!

Jô Peregrina
Santa Catarina
@peixotojoo

Essa é a primeira mandala lunar minha (2021) e eu escrevo em todas as páginas, anoto sonhos, acontecimentos marcantes ou simplesmente deixo os pensamentos fluírem direto para o papel. Sinto que cada vez que sento para preencher a mandala é como se minha energia negativa fluísse de mim e saísse. A madala me ajuda a lembrar que tudo é uno, que somos a Terra também, que tudo está conectado. Que a vida é muito mais que trabalho, dinheiro e prazos. Por isso nem me atrevo a colocar compromissos do dia a dia na mandala pois gosto de manter esse “santuário” sem gatilhos para ansiedade e estresse meus.
Eu gosto de sentar e preencher uma vez por semana (sento e escrevo sobre aquela semana, em cada dia e no diagrama também) e ver as deusas que vocês colocam, eu amoo pesquisar sobre cada uma, seus rituais, até anoto algumas info.
Parabéns, simplesmente perfeita!

Vanessa Sartori
Barueri - SP - BR
Pequena aluna de bruxaria e arquiteta do meio rural. Co-fundadora do podcast MargaGerê, onde discutimos temas relacionados ao feminino (patriarcado, tabus, sexualidade,...) instagram: @margagere.

A Mandala Lunar é minha companheiro de vida! Nos falamos quase todos os dias. Lá tenho meus receios, meus amores, meus sentimentos e sinto que será parte de mim que ficará quando eu me for.
Não preencho o diagrama como sugerido, não funciona para mim, ao invés disso escrevo algumas palavras chave que me ajudam a ver meu ciclo e me ajuda perfeitamente.
Minha filha de 3 anos desenha enquanto preencho a minha mandala, criamos uma rotina bonita e feminina com isso.
Sinto que essa escrita nos últimos anos me fez mais centrada e mais focada em mim, foi com a Mandala que consegui reaprender ter um tempo para mim depois de ser mãe.
Todo ano presenteio alguém com ela para que outras sejam beneficiadas por este autoconhecimento: uma delas começou a escrita do seu novo livro nas páginas livres ano passado, outra decidiu tirar a pílula em 2019. Vamos ver o que a Mandala reserva para a presenteada de 2021.
Obrigada por essa amorosidade compartilhada em páginas!

Andressa Cleto Mildemberg
Curitiba - PR
Sou mulher, mãe, esposa, analista de sistemas, ouvinte de rock, apaixonada por gatos, bruxa, jardineira a partir de mudas ganhas dos vizinhos e yogui aprendiz.

Fazer a mandala lunar é uma prática transformadora. O tanto que você descobre sobre si e se autoconhece é inacreditável. Eu queria que todas as pessoas do mundo tivessem o hábito de todo dia se perguntar – como eu me senti hoje, quais sensações eu tive durante o dia – e anotar isso, para comparar os períodos, somos todes cíclicos e quando você percebe que nada é permanente e que td ser repete, conviver com seus altos e baixos e andar nessa montanha russa se torna divertido, o medo vai embora e o que a gente sente é um friozinho na barriga pela vida.

Merida
São Paulo - SP
Jornalista, 23 anos, vegana, feminista e apaixonada por comunicação, instagram: @alinechalet

Utilizo há 3 anos e sou outra mulher. Me proporcionou um autoconhecimento incrível, me facilitou na utilização de contraceptivo e me auxiliou em minhas relações sexuais… Autoconhecimento de meu ciclo e suas relações com emocional, autocuidado, autoamor ❤️

Adelaide
Teutônia - RS

A Mandala Lunar foi um divisor de águas em minha vida. Através dela pude me conhecer melhor e identificar padrões de comportamento que antes da mandala eu não percebia. Mas foi muito além disso, esse espaço de auto amor e auto cuidado me inspirou a levar para mais mulheres essa ferramenta de autoconhecimento e aconteceu de forma tão natural e organica que não precisou haver esforço algum. Apenas fluiu assim como o diagrama lunar me ensinou a fluir em minha vida compreendendo minha ciclicidade e me me sentindo parte da natureza linda, abundante e generosa.

Fabiana Braz Castro
Catanduva - SP
@euyogini por Fabi Castro

Graças a Mandala Lunar eu comecei a perceber padrões de comportamentos, tanto relacionados a fase lunar, quanto a situações do meu dia a dia. Isso me ajudou a refletir e buscar soluções, e até mesmo a me preparar para receber os sentimentos.
Eu aprendi muito sobre meu ciclo menstrual. Foi como abrir uma porta para educação sexual da qual somos tão privadas.
Gratidão ♥️

Brenda Costa
Ananindeua - PA
Ig: brendacosta_sz

Minha Mandala é um exercicio de autoconhecimento, estou apaixonada! Presenteei outras 3 e minha surpresa foi que com minha sobrinha de 17 anos posso conversar tudo que nao conversei com minha mae quando eu tinha a mesma idade. Hoje tenho 43.

Andreza
Viena

Eu amo o ritual com a mandala. Me permito ter um momento meu todos os dias, reflito sobre o que aconteceu naquele dia, também uso como caderno da gratidão e todo dia coloco 5 coisas pelas quais sou grata. Esse é o negócio da mandala, te da um empurrãozinho para começar a registrar, mas você é que escolhe o que vai ser registrado! Podem ser sonhos, detalhes astrológicos do dia pra ficar atenta, só como diario… e minha parte favorita é a mandala, que me faz ver se estou ou não comprometida comigo mesma e fazendo as coisas que são importantes pra mim, ou então como está minha variação de humor ao longo do mês, meu ciclo ao longo dos meses. E por fim, pra quem gosta de coisas lindas e bem feitas, a mandala é muito acima do normal. Tem vários detalhes lindos, a própria capa já é algo tão único e especial, as ilustrações dentro combinam muito com a identidade como um todo e abordando temas necessários, os detalhes astrológicos que estão lá diariamente são perfeitos também. Eu não consigo falar 1 coisa ruim 😂

Giulianna
Rio de Janeiro - RJ

Eu anotava meu ciclo há muitos anos já por trabalhar com ginecologia natural, havia feito algumas mandá-las soltas,mas ter colocado no hábito atrelada ao cotidiano (amo usar agenda) a organização da mandala ajudou muito a sair realmente de uma organização do calendário gregoriano e também ficou mais fácil de perceber os padrões. Ter todas concentradas num lugar facilita a comparação

Nalu mendes
Alto Paraíso de Goiás - GO
Nalu Mendes é massoterapeuta pelo Instituto Filhos da Terra SP, idealizadora do Método L.A.R.E de Massagem Nativa e instrutora de Hatha Yoga pelo IEPY (Instituto de Ensino e Pesquisa em Yoga - SP), estuda linguagem emocional do corpo/psicossomática desde 2012. É praticante de Barras de Access (2019), erveira, enematerapeuta, doula, aprendiz de parteira, acompanha desde 2016 a Mestra Dona Flor do povoado do Moinho, com grande enfoque na saúde da mulher e uso das plantas medicinais. Terapeuta em Ginecologia Natural pela Shen Recife, e praticante da mesma desde 2012. Insta @mendes.nalu

A agenda tem me ajudado a entender e lidar melhor com os meus ciclos e a registrar acontecimentos, pensamentos e sentimentos importantes. Estou impressionada que eu tenha conseguido desenvolver esses hábitos, pois nunca me adaptei a planners, agendas etc.

Laura
Distrito Federal

Só agradecer por criarem essa ferramenta de autoconhecimento com tanto amor. Acho a mandala lunar incrível! A tenho com muito amor porque ela me auxilia muito! Dá para perceber o carinho e cuidado que vocês têm na criação.

Isabela
Boa Vista - RR
@autoconhecimento_em_pratica

Eu sou muito, muito, muito grata pela materialização da mandala. Manas, quando eu entro em contato com ela, eu realmente sinto e acredito que existe um novo mundo, uma nova sociedade com uma nova consciência além do horizonte. Me traz alívio e esperança nos dias mais pesados enxergar essas artes, ler os textos, perceber a verdadeira intenção por trás desse trabalho lindo.

Isabela de Lima
Taquarituba - SP
Me chamo Isabela, tenho 21 anos e estou sempre na busca da minha verdade. @isaliiima - Instagram

A minha mandala é meu espaço sagrado e secreto onde me permito um mergulho diário no meu feminino e nos meus mistérios, onde transcrevo as percepções e emoções que me permeiam, onde desembaraço a mente e abro o coração, onde a intuição, antes dispersa, nela ganha vida e forma. Uma poderosa ferramenta de autoconhecimento, não só em relação ao meu ciclo menstrual (acho que a proposta vai muito além). É um convite ao crescimento pessoal, é uma porta para o empoderamento da mulher com seu corpo e com a natureza ao seu redor. É um chamado para trilhar o caminho de volta para casa, é o mapa do tesouro escondido dentro de cada uma de nós. É uma reconciliação com nosso sagrado feminino é um lindo presente que as mulheres da minha geração ganharam. Sou grata e amo com força.

Vivian Pessoa
Rio de Janeiro - RJ
Vivian Pessoa, 41 anos, Geóloga e Mãe da Ive de 5 anos. [email protected] @viviancpessoa (intagram)

A mandala apareceu pra mim em um momento importante de ressignificação. Virou um amuleto, um símbolo que mantenho na cabeceira para me lembrar que eu preciso manter a conexão com meu corpo. Ela significa pra mim a mudança e o reencontro de mim mesma!

Manu
Campinas - SP
Manu 35 anos

A mandala lunar me despertou para uma importante ferramenta: a auto-observação. Depois de tanto olhar pra fora, passei a colocar o estudo interno como momento sagrado da minha rotina. Dentre inúmeras (r)evoluções, sigo explorando cada pedacinho dessa jornada imensa pelo mundo eu, recriando a mim mesma. Obrigada por facilitar meu encontro sincero& contínuo comigo, e de tantas outras mulheres.

Carol
Juscimeira - MT
@espiralistica

conheci a mandala através da minha tia, que a usava como diário, em 2017. eu tinha 16. desde então, virou minha melhor amiga! anoto TUDO, me sinto super confortável, serve como livro de memórias, além de mapear meu ciclo menstrual e caderno da minha terapia. melhor coisa que eu tive na transição da adolescência pra vida adulta! o projeto de vocês é incrível!

Byanca
Natal - RN
pode mencionar meu insta, @correia.by, se quiserem

Não é todo dia que escrevo, mesmo assim, a Mandala me permite rememorar momentos vividos antes de dormir. Não é todo dia que desenho, mas a Mandala me permite desenhar quando não consigo expressar em palavras o que sinto. Posso estar exausta ao fim do dia, mas o preenchimento diário da minha Mandala Lunar única e personalizada é garantido. Está sendo uma grande aventura me conhecer mais, ver padrões e me conectar com minha própria essência. Sou grata pela indicação da Pry e pelo lindo exemplar que tenho ao lado da cabeceira da cama.

Mariana T.
São Paulo - SP

Eu sempre gostei muito de escrever, escrevo desde que aprendi essa arte, mas nunca tive tanta disciplina para escrever os meus sentimentos como estou tendo com a Mandala Lunar, é como se esse caderninho fosse um espaço para além de mim – e é – releio, revejo, e consigo identificar padrões, desenvolver pensamentos, sem falar naquelas frases colocadas pelas autoras que assustadoramente tem dias que combinam exatamente com o que estou passando.
Sempre tive agendas, cadernos, mas esse realmente é um lugar seguro e especial, tenho a sensação que foi feito para mim. Feito para nós – e foi – e isso é muito gostoso, pois os diálogos que são levantados ali são muito relevantes e é como se as autoras estivessem conversando comigo para passar uma mensagem de união, de amor, de consciência, sempre sensatas e com a mensagem FAÇA ALGO, REVOLUCIONE. Pachamama não se protegerá sozinha, é preciso a nossa indignação. É muito especial.

Parabéns, mulheres!!! Gratidão!!!

Yasmin Moreira
Cuiabá - MT
@yyasminmoreira (perfil fechado)

Mudou minha vida completamente! Pude ter acesso à educação menstrual e sexual aos 22 anos de uma forma que eu nunca tinha tido acesso, mesmo estudando em escolas boas. Muito importante para o autoconhecimento feminino e cura de meninas, adolescentes, jovens e anciãs.

Tamires Cortes
Brasília - DF

Foi incrível parar e olhar pra mim. Comecei a perceber que eu não era como todos me viam, estressada o tempo todo. As pessoas me resumiam a isso, “vc é grossa”, “vc é aquilo”… Mas isso era em alguns momentos e eu levava como verdade. Com a mandala comecei a perceber que tenho mesmo momentos assim, mas não me resumo a isso.

Brunna Oliveira
Rio Verde - GO

A mandala para mim é um portal, um jeito que eu tenho de cuidar de mim, é mais que uma agenda, mais que um sistema de acompanhamento, é uma amiga que eu carrego onde vou e que me escuta, me acolhe, me transfroma.

Katita Hirt
Porto Alegre - RS
@jolieespacodevida

A Mandala Lunar tem sido meu verdadeiro respiro desde 2019. Desde então, é a principal ferramenta que me auxilia a atravessar as turbulências da vida. Se engana quem pensa que a Mandala é apenas uma ferramenta de registro do seu ciclo menstrual. Ela é isso, mas ela vai muito mais além. A Mandala Lunar transborda em conhecimento e aprendizado, trazendo assuntos das mais diversas vertentes para nossa sabedoria. É recheada de saberes, ensinamentos e muito Amor. Sou muito grata por pode experienciá-la todo ano!

Verônica
Goiânia - GO

Desde minha menarca, aos 12, tive um reacionamento muito ruim com minha menstruação até os 29 anos.
Meus ovários eram micropolicísticos e eu sofria demais com cólicas e um fluxo extremamente intenso que me fazia passar por muitos constrangimentos todos os meses.

Em 2019, atavés de uma amiga, fui apresentada à Bênção Mundial do Útero, ao livro Mulheres que correm com os lobos e à mandala lunar.
Iniciei essa maravilhosa jornada de autoconhecimento e aceitação de ser mulher. Mergulhei profundamente nesse universo e me sinto cada dia mais plena e conectada com o sagrado.

Através das mandalas, tenho a possibilidade de observar meu ciclo e, assim, organizar melhor minha rotina, a fim de evitar os terríveis constrangimentos que passava em toda menstruação.
Quando percebo que estou chegando na fase da anciã, faço o máximo possível para conseguir me recolher ao menos um dia e entender o que o meu corpo tem a me contar sobre o ciclo, onde devo focar minha energia, o que devo deixar para trás, enfim… O ato de registrar e acompanhar meu ciclo me permite entender melhor como eu mesma funciono, me dando a oportunidade de aproveitar todas as minhas características e utilizá-las da melhor maneira possível.

Hoje, mesmo com as cólicas e o fluxo intenso que ainda me acompanham, consigo desfrutar minha menstruação. Gosto de menstruar. Me sinto uma deusa sendo parte atuante do lindo processo da vida e exercendo essa poderosíssima função na existência do ser MULHER.

Isla Rocha
Itaguaí - RJ
Isla RochaInstagram: @isla.rocha

A mandala lunar é para mim uma ferramenta de auto-observação. Por ali percebo por exemplo, a repetição dos ciclos, percebo que estou sensível, percebo os dias de mais distração ou de maior foco e que tem total relação com o meu ciclo menstrual.

Como cartas de tarô que me trazem informações, os diagramas me mostram aquilo que eu não estava vendo… a partir da auto-observação percebo meus padrões, onde preciso aprofundar para quebrar crenças, onde acontecem os conflitos e então trazer para a consciência e transmutar.

Até mesmo os dias que não preencho o diagrama servem de material de estudo (algo naquele dia ou período estava acontecendo promovendo essa minha dispersão).

A mandala é fantástica!

Ani Daltoé
Florianópolis - SC
Ani Daltoé, Educadora na @escolaandorinhas

Tem alguns dias que começo a escrever no diário e sinto uma fruição que me pede a extensão da escrita. Então vou para o computador e escrevo páginas e páginas de reflexões do meu processo de autocunhecimento. Um desses textos que eu fiz concorreu a um edital e foi publicado em um livro. Alguns dos meus escritos também são levados para a sessão com a psicóloga. Tudo isso tem contribuído para lidar com meus processos físicos (pois tenho fibromialgia e uma série de outros problemas de saúde) e psíquicos.
Além disso, tem momentos que sinto uma conexão imensa e mergulho fundo. Foi em um desses momentos que senti presença de meu avô e ouvi atentamente o que ele tinha a me dizer. Outro diz, escrevendo em minha mandala senti que era hora de realizar um grande sonho. Foi então que comprei um instrumento que sempre admirei. E agora estou aprendendo a tocar gaita 🙂

Segue uma das reflexões que mais me marcaram nesse processo de escrita no diário da Mandala Lunar.

REVOLUÇÃO
A revolução se faz com saúde mental, autoamor e autocuidado.
—————————————————————————————————–

LUA, NOVAS!
Queira eu ser nova
Queira eu ser lua
Nessa lua que se renova
Queira eu estar nua
Mas que não esteja nua
Da beleza e leveza
Que habitam o meu eu

Quero! Para sempre e
Incessantemente ser
Lua nova
O ontem e o hoje
O antes e o agora
A velha, que jovem outrora
Se-nos renova

Sejamos, a cada nova lua
Verdade e vida
Constantes artistas
Rebeldes
Que sem qualquer finesse
Defende a mãe
A grande mãe

Pachamamãe, renove-se-nos
Em ti, em mim, elas
Acalente-me-nos a mim
E a todas nós
Nas noites-manhãs
Eu em mim e em minhas irmãs.

Rosi Rocha
Juazeiro - BA
Rosi Rocha (Sertanegra de Juazeiro/BA).

Primeira vez que adquiro a Mandala Lunar e tenho nesse momento pessoal e de auto conhecimento. Estou amando cada pagina e como tudo foi feito! Vejo muita diferença em meu ciclo e estou conseguindo ter dias melhores no trabalho e com muito mais criatividade e bom humor!

Natalia Albuquerque
Vargem Grande Paulista - SP
Biomédica Acupunturista Natalia de Albuquerque @natalia_acupunturista

Uma ferramenta de autoconhecimento que indico abordar em psicoterapia ou fazer grupos com mulheres de todas as diversidades e trocar esse conhecimento para nos fortalecemos.

Dejanira Oliveira
São Paulo - SP
Atuo como psicóloga e acredito na mudança através da prática do autoconhecimento, seja com a arteterapia, meditação, ciclos de mulheres entre outros.

com a mandala, aprendi a olhar meu corpo e suas experiências de uma forma diferente, passei a julgar menos as situações relacionadas a ele, como a própria menstruação e outros tantos sinais.
é lindo conseguir se olhar assim no mundo, como mulher, poderosa, e sentir orgulho, mais do que medo…

Lauane Coppi
Pindamonhangaba - SP
instagram: @laucoppi

Ferramenta muito importante pra mim nos últimos anos para que eu me conhecesse mais, lados até então desconhecidos por mim, identificasse padrões de comportamento relacionados aos meu ciclos, descobrisse o valor do autoconhecimento e de ciclar nesse mundo que nos coloca em culpa constante pela nossa potência

Gabriela
Niterói - RJ

A Mandala chegou em minha vida num momento de crucial necessidade (minha): pouco depois de tornar-me mãe. A acolhida, a companhia nos dias densos, a escuta e o “olhar” livres de julgamentos, a sincera amizade e vinculação entre eu e a minha mandala, que tanto me amparou e me ajudou a saber que verdadeiramente não estou sozinha, me faz suspirar e acreditar fortemente nesse instrumento. Sou imensamente grata pela grandiosa e preciosa ajuda e companhia que esse livro representa pra mim.

Michele
Salvador - BA
Sou Michele, mulher branca, cis, mãe da Maria que reconhece a força que as mulheres possuem, e que vive numa incessante busca e tentativa de fazer minha pequena compreender que as interseccionalidades se fazem presentes e segregam. Estou na @triadefeminina buscando compreender sempre e cada vez mais sobre a grandiosidade do Ser Mulher e Tornar-se Mulher. Diariamente.

A Mandala Lunar é uma ferramenta de autoconhecimento muito poderosa em vários sentidos. Primeiro, nos reconectando aos nosso ciclos, algo que vem sendo tirado de nós há muitas gerações. As informações claras e primorosamente ilustradas são um convite para essa reconexão. O diagrama lunar é uma maneira incrível e fácil de visualizar nossas mudanças diárias. Eu conduzo um trabalho especial com minhas clientes de acompanhamento terapêutico, para a escolha dos temas que elas irão observar em si mesmas ao longo das lunações. Essa auto-observação diária é extremamente preciosa para o processo de autocuidado e autoconhecimento, e a Mandala Lunar permite que essa experiência seja lúdica e profunda.

Carol Gutierrez
São Paulo - SP
Carol Gutierrez - terapeuta de bem-estar Programa aquiviver: autoconhecimento e acompanhamento terapêutico para mulheres @aquiviver

A Mandala virou um sonho de consumo para mim quando a conheci, me encantei quando a recebi, está me ajudando muito em minha jornada e mãe e mulher, a me conhecer e organizar meus desejos, vitórias diárias que se perdiam da memória, e no poder me ver de fora ao observar e revisitar as lunações e os diários. Muito feliz, satisfeita e agradecida por saber que existe este instrumento tão potente para nos auxiliar.

Yalle Feitosa
Garanhuns - PE
Sou Yalle Feitosa, contadora de histórias, mãe de Noah e Lana. minhas redes são registradas como Yalle Feitosa.

Já são 4 anos com a mandala. Sou muito grata de ter uma ferramenta tão especial de registro e autoconhecimento. O melhor disso é ter esse espaço num material tão belo e construído com tanto zelo!

Laís Ribeiro
Maceió - AL
@laisvribeiro

A mandala lunar mudou minha vida nesse processo de autoconhecimento. Foi um mergulho interno de me autoconhecer, de dedicar um tempo a mim mesma, de perceber meus ciclos internos e padrões. Ter consciência do que trouxe determinados gatilhos, por exemplo, entender o que fez que eu começasse a ter crises de ansiedade diárias. Que as razões de ter refluxo, era por engolir sapos, que as dores na coluna me pedem mudança, ou que meus atendimentos terapêuticos me conectam a minha essência, são os dias que estou mais feliz. Enfim… São tantas coisas durante esses 3 anos e só tenho a agradecer o que a mandala me proporcionou.

Fransciély Valladas
Canoas - RS
Fransciély Valladas - Mestre Reiki e Taróloga (51) 98424-3584 @franvalladas

Descobrir a existência da mandala lunar foi o melhor presente que eu poderia ter recebido em 2021. Por meio dela, além de registrar o meu ciclo menstrual e me conectar mais comigo, ainda voltei a registrar e racionalizar as minhas sensações do dia a dia. Isso me ajudou muito não apenas a organizar pensamentos, mas também a tomar decisões e revisitar tudo aquilo em que preciso trabalhar para evoluir e melhorar! Com certeza vou garantir a do próximo ano!

Mirella Lopes
Recife - PE

Eu sinto a Mandala como uma “melhor amiga” onde consigo escrever meus pensamentos mais íntimos e refletir com eles. As vezes com a rotina do dia, a minha mandala fica um pouco de lado, mas já percebo a falta que ela faz. Com ela eu consegui uma maior conexão com meu eu interior, com minha intuição. Amo e super indico sempre!

@anabealnutri
Vacaria - RS
Ana Claudia Beal @anabealnutri

A Mandala Lunar tem sido uma ferramenta muito importante de mapeamento do meu eu, de quem eu sou naquele dia ou mais amplamente no ciclo, nos meses que estão se passando. Já consigo visualizar meus padrões a cada lunação e tenho organizado minha rotina baseada nos momentos de maior e menor proatividade, me sinto muito mais produtiva. Tenho meus momentos de quietude e silêncio assim como tenho os momentos de colocar meu corpo no mundo e me expor mais. Dia após dia compreendo mais um pouco de mim, a influência da lua na minha vida, as etapas do meu ciclo menstrual e vou acolhendo cada parte do processo de me autoconhecer. Parar e refletir diariamente sobre como estou me sentindo, o que fiz ou tenho feito está sendo um processo de construção do meu autoconhecimento profundo.

Ana Beatriz
Rio de Janeiro - RJ
Artista e Tatuadora, @samambaiart

Ela me lembra diariamente que, além da vida racional e dos compromissos, existe um tempo fora do tempo. Ali me sinto acolhida, com espaço pro autocuidado. É o tempo das células se regenerarem, tempo da cura, das memórias, da música, dos amores, dos sonhos e dos futuros. Da profundidade do pensamento, de planejar a vida e de sentir que tem uma rede incrível de mulheres que eu nem conheço na mesma onda. Me lembra de afiar a percepção ambiental como um machado. E que é tempo da retomada .

Ana
São Paulo - SP

A Mandala Lunar foi fundamental para inciar minha busca por autoconsciência. Eu comecei a perceber coisas incríveis e coisas não tão incríveis sobre mim só observando minhas lunações e comparando meus padrões em cada momento e cada lua do ciclo e isso me fez buscar mais autoconhecimento, o que está sendo muito magico pra mim. Só amor.

Carolina
São Carlos - SP

Aos 38 anos pela primeira vez na minha vida entendi meu ciclo menstrual e o conectei com a lua e entendi as emoções e sensações que esse conjunto possibilita. Aprendi a apreciar esses ciclos, honrar e agradecer por eles com o.uso da.mandala. Muito lindo, muito profundo e muito reconexão com a origem. Gratidão!

Linda
Salvador - BA

A Mandala Lunar me abriu portas para além de mim mesma. Através do uso e da revenda eu puder me conectar com outras mulheres e apoiá-las a se investigarem mais a fundo, enquanto eu mesma fazia isso. Todos os anos, através da revenda da Mandala eu me sinto impulsionadora de um movimento gigantesco.

Thai Moregola
São Bernardo do Campo - SP
Thai Moregola - @thaianemoregola

Conheci a Mandala Lunar em 2016 e ela sempre foi um instrumento para me relembrar o caminho de volta à mim mesma. Me mostrou como a escrita é curativa, como escrever sobre os sonhos é transformador e como reconhecer minha ciclicidade é me ver pertencente à essa natureza, à esse universo, reconhecer a vida pulsante dentro e fora de mim. Depois de aprender sobre minha ciclicidade pude olhar para vários outros ciclos de forma diferente. O dia e a noite, as estações, a volta da terra ao redor do sol, os ciclos dos planetas, enfim, a linda dança que é fazer parte desse universo cíclico. E me ver parte de tudo isso me fez relembrar a mulher selvagem que sou, parte pertencente de tudo isso, e retornar a mim mesma.

Bruna Leila
São José do Rio Preto - SP
Professora de yoga, buscadora de ensinar e aprender com a grande vida do universo!! @brunaleilab

A Mandala é o meu respiro. A minha amiga fiel. Meu espelho não julgador. Todos os dias cultivo a mim dentro dela: me conheço, me amo e me respeito. Tornou-se meu porto seguro diário e minha terapeuta particular. Jamais acharia palavras para descrever a sensação de estar nesse mergulho profundo ao abrir suas páginas. Já no aguardo pela próxima! Depois que me descobri nela, não a largo mais (e nem a mim). Só gratidão a vocês! 🌹

Brunna Guimarães
Campina Grande - PB
@anossatenda e @_brunnaterapias

A Mandala Lunar, é tudo pra mim, fui diagnosticada com ansiedade, humor depressivo, e estou com suspeita de síndrome de Pânico. E desde que minha Madala Lunar chegou, eu escrevo meus sentimentos, uso bastante o Diagrama Lunar. Faço comparações de como estava antes e como estou atualmente.
E assim consigo compreender melhor, meus sentimentos e humor.
Consigo perceber alguns padrões de comportamento, e crenças limitantes que preciso eliminar.
Enfim amo minha Mandala Lunar e, sou muito grata as criadoras dessa preciosidade.

Ailta
Vitória de Santo Antão - PE
@ailta_batista

A mandala tem sido um instrumento diário para me conectar comigo mesma, incentivando a identificação e gestão das emoções, convidando a refletir sobre questões sensíveis sobre mim e sobre o mundo, além de trazer bastante conhecimento sobre meu corpo e mente, além do encantamento sobre o universo feminino (especialmente por meio das citações e ilustrações lindas entre as páginas), o que tem sido um processo pessoal maravilhoso. Eu conheci a mandala por meio de posts de conhecidas na internet, e depois de ouvir elogios das amigas próximas sobre o seu uso, decidi me presentear ao fim do ano com ela – o que foi um investimento muito acertado. Parabéns pela criação tão sensível e inspiradora, que o trabalho de vocês siga gerando muitos frutos e belas edições da mandala lunar!

Cláudia Iara Vetter
Navegantes - SC
Cláudia Vetter, artista e educadora, blog: http://claudiavetter.blogspot.com/ Instagram @claudiaravetter

Adquiri pela primeira vez a Mandala de 2020 e ela virou parte da minha rotina de autocuidado e autoconhecimento. Busco toda noite (ou conforme o meu tempo disponível) anotar coisas importantes do meu dia e do meu ciclo, percepções sobre o meu corpo e o meu estado emocional. Se tornou um ferramenta simples e eficaz para dar mais voz às minha emoções e meus sentimentos, me ensinou a olhar com mais carinho e dedicar mais tempo para mim.

Desirée Paiva
Garanhuns - PE
Responsável pela @kalicristais

A Mandala Lunar para mim é como um oráculo. É mágica e magia. É lindo abrir e me sentir abrindo um livro mágico. Sentir os insights, ver os caminhos que ela me ajuda a desvendar dentro de mim. É uma aliada, uma companheira… É encontrar beleza e movimento, encontrar silêncio e aconchego como se a cada vez em que abro descubrisse elementos novos, nela ~ em mim. Inspiração pura para tratar-me com carinho, zelar por mim e saber assim estar zelando por todas nós, manifestar amor por Gaia na gentileza de me cuidar como filha dela. É me ver~ saber irmanada com tantas outras mulheres que acessam e ao mesmo tempo constroem um campo protegido e fortalecedor, um verdadeiro templo, um círculo, um espaco-tempo sonhado e manifestado por cada mulher que usa a Mandala como ferramenta de poder e empoderamento de si e de nós. Imagino cada mulher abrindo sua Mandala Lunar como uma aranha tecendo um fio dessa teia maravilhosa da Vida na Terra em amor, beleza e poder.

Renata Paines
Porto Alegre - RS

Escrever diariamente como me sinto e acompanhar meu comportamento físico e emocional tem me ajudado muito a observar o que se passa dentro de mim. Pegar minha Mandala Lunar para escrever é um momento de autocuidado e aconchego, está sendo uma ótima experiência!

Isabelle Almeida
Porto - Portugal
@isabellealmeidah

No final de 2018, tentei suicídio. E estava planejando, em 2019, tentar novamente, na mesma data. Encontrei o Sagrado Feminino dois dias antes da data agendada e, dentro do Sagrado Feminino, me veio a Mandala Lunar. Entender que eu “não tô com defeito”, que sou cíclica, que minha produtividade não vai ser a mesma todas as semanas do mês foi muito, muito curativo. Foi através da Mandala Lunar que eu me apossei da potência que reside na minha ciclicidade.
Em 2019 usei o pdf gratuito dos diagramas e, em 2020 comprei a agenda. Não quero mais parar.
Muita gratidão por, literalmente, serem parte da minha vida.

Aline Queirolo
Maricá - RJ

Mandala Lunar está sendo uma ótima ferramenta de autoconhecimento, me fez parar de ter preguiça de olhar para questões que não havia me dado conta que era muito tabu na minha vida. Adoro olhar para as mandalas antigas e ver que consegui colocar ali os meus sentimentos, saber que tive um tempo pra olhar pra dentro.

Karoline Barazetti Da Silva
Cerro Branco - RS
instagram e twitter @kabarazetti

A mandala é uma forma excelente de conexão com o nosso interior, nossos sentimentos, angústias, felicidades, sensações…através das fases da lua posso perceber quando estou mais motivada, mais disposta, mais cansada, mais irritada etc. As frases e textos ao longo do livro são inspiradores e tudo o que precisamos para o dia em termos de organização fica em um lugar só, o que é prático.

Raquel Amaral
Campinas - SP
Pode compartilhar o meu nome.

A Mandala se tornou um momento especial do dia, em que paro com mais atenção e me dedico a me sentir com mais cuidado… Tem sido um momento carinhoso para refletir sobre as minhas emoções, os meus sonhos, para registrar ideias, desejos profundos… Ela tem me acompanhado de modo muito significativo e é uma ferramenta potente no meu cotidiano, inclusive para o meu autocuidado e autoconhecimento. Os textos contidos na Mandala são provocativos, instigantes e nos ajudam a ter um olhar mais amplo sobre o mundo, também ajuda a perceber a nossa relação íntima com as coletividades, que não estamos isoladas e nos nutrimos socialmente. São registros que nos convidam a olhar por muitas lentes a Vida! Agradeço muito a iniciativa de todas as mulheres que a fabricam com tanto amor e dedicação! Vida longa à Mandala e Muito Axé pra vcs! ;-*

Odara
Rio de Janeiro - RJ

A manda impactou muito minha vida, é como se eu me comunicasse comigo mesma, o poder tá escrita transformou minha vida e isso que eu estou só no início, foi minha primeira manda e digo com toda a verdade dentro de mim eu nunca mais fico sem a mandala.

Bruna de Abreu
Dourados - MS
@br11na

além da organização, a mandala me ajudou muito a refletir e observar meu comportamento e sentimentos. tem sido tão importante pra mim poder ver as minhas mudanças todos os meses e entender que sou cíclica, que estou sempre em movimento.
também me inspirou a ter um contato mais direto e honesto com a minha própria menstruação, e aceitá-la cada vez mais – no sentido de que, faz parte de ser quem eu sou, de ser mulher e não é algo que eu deveria me envergonhar.
utilizo a mandala também pra anotar meus sonhos, e tem sido incrível conseguir me lembrar progressivamente com mais e mais detalhes dos meus sonhos e notar coisas sobre mim mesma que não notaria de outra forma.

Isabella
São Paulo - SP
@isabellasantana.m

Conheci a Mandala Lunar no formato de calendário em 2017, numa loja dentro de um restaurante vegano em Porto Alegre, e fiquei impactada com as fotos que a compunham e ideia de acompanhar meu ciclo. Em 2020 presenteei a mim e duas amigas com a edição e retomei o uso efusivamente. Foi quando me dei conta que havia me distanciado de conhecimentos que são fundamentais para quem sou hoje. Me aprofundei em estudos, passei a olhar para meu corpo com generosidade, acolher minhas dores, meus sonhos, fazer planos, celebrar as minhas realizações. Agora em 2021 me vejo completamente envolvida com a publicação e uso meus gráficos lunares como uma poderosa ferramenta de autoconhecimento. Tenho meu ritual de uso da mandala, sempre pela manhã, depois de meditar e antes de começar o trabalho. A Mandala me instiga a colorir a vida, a inspirar outras mulheres, a me conhecer cada vez mais, a chorar minhas dores, a escrever como forma de reza. Me sinto acolhida por ela. É uma ponte para que eu chegue cada vez mais perto de mim mesma.

Carolina Rolim
São Paulo - SP
Carolina Rolim, 37 anos, artista / @acarolrolim

nós, seres humanos, temos o hábito de querer que a mente comande o corpo. “tua mente é teu guia”. eu também pensava assim. mas todo dia, nosso corpo – principalmente o de nós mulheres – nos dá avisos e chama nossa atenção para diversas coisas. quando a gente aprende que nossa mente não tá acima do nosso corpo, mas tá do ladin, anda em conjunto, a gente passa a buscar esse equilíbrio e prestar (mais) atenção nos sinais que nosso corpo nos dá. e a mandala ajuda nesse processo. observar o que estamos de fato sentindo – corpo – e não somente o que queremos sentir – mente.

Júlia
Natividade - RJ
@juliareis8

Uma ferramenta incrível que muda os meus dias, um momento somente meu de autoconhecimento e automotivação. Meu xodozinho, cuido com o maior amor do mundo, sinto saudade/falta quando não posso utilizá-la. É muito carinho envolvido…

Eduarda
Farroupilha - RS
Eduarda Tomazi

Essa ferramenta que nomeamos como mandala lunar, é uma jóia preciosa! Um tempo-respiro. Um convite afetuoso para desbravar caminhos mais próprios e profundos. Utilizo desde 2016, é incrível acompanhar que assim como eu me desenvolvi, a mandala também foi se desenvolvendo, expandindo, lapidando, ganhando cor e formas, na primeira vez que aderi, não era nem colorida. Sinto que somos como amigas de longa datas, que nos acompanhamos, nos revisitamos e respeitamos nossos ciclos e processos.
Recomendo imenso para qualquer indivíduo que deseja se apropriar do seu todo.

Erika Genebra
Manaus - AM
@erikagenebra - Mulher brasileira. Psicóloga e Terapeuta. revendedora de Manaus I Amazonas

Conheci a mandala em 2018, quando ao comentar com uma amiga que queria parar com o AC ela me indicou a mandala. Eu consegui comprar já na metade do ano, e dois meses depois parei com a pílula. A mandala foi fundamental para que eu fizesse as pazes com meu ciclo (principalmente com minha TPM) e comigo mesma. A partir do conteúdo dela eu me inspirei a buscar mais conteúdos e comecei a estudar mais sobre ginecologia natural e o sagrado feminino, e desde então essa busca só cresce. Posso dizer que minha vida mudou a partir disso, e a mandala foi a grande inspiração! Desde então ela tem sido minha companheira, meu livro de poder. Indico para minhas amigas, minhas clientes (sou psicóloga) e praticamente para todas as mulheres com quem eu converso. Em 2020 decidi ser distribuidora, pois percebi que havia muito poucas aqui na minha cidade. A partir daí também tive a experiência linda de ver ela chegar em tantas mulheres. Os olhos de gratidão e felicidade de quem a recebe em mãos não tem preço. Me conectei com mais mulheres e sinto cada vez mais a rede crescer. Sou infinitamente grata por terem criado esse material tão especial!

Jaqueline
Florianópolis - SC

Vocês são incríveis e a mandala transformou minha vida!

Belo Horizonte - MG

Através da Mandala Lunar eu aprendi muito sobre ser mulher! Muito! Aprendi a amar meu sangue, aprendi a me observar, aprendi que me tocar e me descobrir não é feio nem errado, todos os dias me conheço um pouco mais, reconheço minhas sombras e minhas qualidades e isso ainda não chega nem perto do quanto essa ferramenta poderosa me entregou ao longo dos anos que a uso. Já são 5 anos que me auto-observo e registro na Mandala e os padrões são incríveis quando comparo os diagramas, tanto em um ano, quanto entre os anos. Eu utilizo os dias como diário e é tão gostoso reler a minha própria história e observar o quanto eu cresci! Anotar meus sonhos e observar lugares descritos com detalhes e que em outro momento me vejo revisitando aquele lugar em outros sonhos, ou vendo que os sonhos vão dando continuidade um ao outro como uma série! De todo o coração, acredito que todas as mulheres deveriam, de alguma forma, conhecer este instrumento e utilizá-lo a seu favor. A Mandala abre um mundo mágico do auto-conhecimento e dificilmente saímos às mesmas após nos entregarmos a ela. Sou Grata as mulheres incríveis que a criaram e admiro muito vocês por toda a verdade e riqueza que nos entregam a cada nova edição! Grata a Mandala pelo portal de auto-conhecimento que abrimos no nosso ser. Um grande abraço!

Nathalia dos Santos Freitas
Gravataí - RS
@nathaliafreitasyoga

Com a Mandala Lunar consegui ver padrões que em 30 anos não tinha conseguido perceber. É uma ótima companheira no processo de autoconhecimento.

Géssica
Brasília - DF

Eu tinha algumas questões importantes que tinham que ser trabalhadas sobre o passado (culpa/arrependimento) e a Mandala foi um instrumento fundamental para descobrir os padrões em que pensamentos ligados à essas questões vinham à tona. Saber que em determinado momento eu estaria mais propicia a sentir aquele turbilhão de sentimentos e pensamentos confusos me ajudou a lidar melhor, me conhecer e também superar. A Mandala Lunar, para mim, foi um potente instrumento de autoconhecimento e transformação.

Carol
Itália

Inicialmente a Mandala me trouxe um prazer enorme em me deitar para dormir e pensar um pouco mais em mim, no meu ciclo, vê-lo como coisa boa, coisa acolhedora. À partir de então me apaixonei tão intensamente que virei distribuidora e meu sonho é continuar sendo para espalhar mais desse amor. Tenho a oportunidade de me conectar com tantas mulheres incríveis por essa troca da Mandala que o retorno é muito maior pra mim. Sou grata por vocês escutarem seus corações e materializarem com tanta beleza e primor esse trabalho. Só pelas ilustrações já dá vontade de carregar para todo lugar porque a Mandala Lunar pra mim é um museu em forma de livro.

Rachel Abifadel Monteiro
Eu sou do mundo!
@umcorpoeomundo

A mandala é o meu refúgio, o colo quentinho, a escrita sem julgamentos e registro do meu caos.

Ana Sylvia
São Paulo - SP
Ana Sylvia Souza - Bruxa de Cozinha Inclusiva [email protected]

Eu amo a mandala lunar e desde que descobri ela me acompanha pra onde vou. Quando preciso refletir com relação aos meus processos recorro as anotações na mandala para auto observação dos meus ciclos, não apenas menstrual mas também na vida como um todo.

Bianca Haupenthal
Porto Alegre - RS
Bianca Haupenthal - Psicoterapeuta Holistica / Instagram @povoestrela

Eu estava em um processo muito profundo de descobrimento do Sagrado Feminino, contato com meu próprio feminino, auto-conhecimento e instrospecção. E também estava sentindo uma grande necessidade (sempre senti!) de me conectar mais com a natureza, compreender os processos naturais. Então, usar a Mandala Lunar me deu muita informação, conexão com a natureza, com meus ciclos, comigo mesma e, acima de tudo, proporcionou um espaço só meu, onde posso abrir meu coração, minha mente e minha alma sem medo. Quando tiro meu tempo para escrever e pintar na Mandala é uma meditação: estou inteira ali, me observando, me inspirando e aprendendo a ser amorosa comigo mesma. As informações e artes que a Mandala traz são extremamente conectivas, naturais e instintivas. Só de observar as figuras e desenhos, já vou para um outro espaço, um outro tempo, só de mulheres e para as mulhres. Onde sinto a conexão com as outras mulheres que estão criando forças para se entenderem melhor. Eu diria que a Mandala é um portal de conexão comigo e com outras mulhres. Não apenas uma agenda. É maravilhosa! Gratidão!

Tatiana Marigo
Jundiaí - SP
Pode ser o original mesmo 🙂

Eu uso a mandala lunar como uma ferramenta de análise e registro da minha vida e das minhas memórias afetivas. Gosto de escrever diariamente sobre o que eu sinto e investigar o meu processo de me colocar no mundo. Me sinto abraçada e acolhida pela mandala, como se fosse um espaço só meu e inventado por mim, um espaço mágico expoente de nossas potencialidades!

Camila
Juiz de Fora - MG
Instagram: @aonlyairs

Comprei minha Mandala em plena pandemia e que sorte a minha!! Viramos melhores amigas. Neste momento pandêmico, que eu me sinto sozinha e cheia dos anseios e sentimentos, uso o diário expondo minhas frustrações e alegrias. Sem contar, a felicidade de acompanhar meu ciclo menstrual. Além disso, minha mandala virou um espaço de arte, onde eu coloco meus poemas e aquarelas. Escrevo sobre os meus sonhos e minha imaginação. Liberdade (:

Caru
Minas Gerais
Caru, jovem feminista, mística e cósmica. Estudante de música, apaixonada por arte. Apesar de tudo, ainda confiante num futuro melhor para o país e o para o mundo.

Eu sempre tenho planos grandiosos para produtos como este, produtos que me inspiram a estar mais presente e me auxiliam a fazer sentido da sociedade em que me insiro.
A primeira Mandala Lunar que tive, em 2019, foi o presente mais lindo que já me dei.
Mas eu não tive possibilidade de usá-la em sua totalidade. Primeiro senti que seria a solução para todos os meus problemas. Criei expectativas inalcançáveis, e à medida que não fui capaz de cumprir essas expectativas me frustrei. O problema nunca foi a Mandala, mas como signifiquei a minha experiência com ela.
Eu usei muito pouco dos recursos, mas mesmo assim, hoje consigo entender que só de ter um espaço carinhoso como a Mandala fez toda a diferença. E por isso ano passado adquiri outra, e dessa vez tenho uma experiência muito mais saudável com ela. Percebi muito cedo que não conseguiria preencher os diagramas lunares, mas já me sinto tão feliz em marcar o primeiro dia de cada ciclo e saber a duração de cada um.
Muitas vezes não me recordo dos meus sonhos, mas sempre que posso escrevo um ‘Bom dia.’ nas páginas do diário, e isso acrescenta à minha presença e paz.
Sou muito grata pela minha Mandala, e a considero perfeita. Claro que ela pode conter ou perder novos ou velhos recursos com o passar dos anos, mas ela continuará perfeita para mim, enquanto se mantiver um presente muito carinhoso de vocês para mim, meu para eu mesma, e uma experiência que compartilho com tantes outres.
Muito obrigada.

Catharina Sol
Brasília - DF

A Mandala Lunar veio como indicação de uma amiga, bem em um momento em que eu estava parando com o anticoncepcional oral depois de 16 anos usando direto. Foi muito legal para redescobrir o meu ciclo e quem eu realmente sou sem a pílula. Fui aprendendo a identificar o meu período fértil (inclusive passei a perceber quase todos os meses quando estou ovulando!), as alterações fisiológicas e de humor da TPM, sem precisar daqueles aplicativos de celular. Também me ajudou a entender de forma geral como eu estou em vários aspectos da vida e avaliar o que posso fazer para ficar melhor comigo mesma.

Juliana Lara
São Paulo - SP
[email protected]/ @juliana.sano (instagram)

Amei a mandala lunar, bem escrita e ilustrada, me motiva sempre que a abro, amplia o meu campo de visão de forma e me faz pensar em hipóteses diferentes, mágica e interessante.

Fabiana Falcão
Rio de Janeiro - RJ
@psi.fabianafalcao (instagram)

Hoje falo sobre a mandala como um dente de leão assoprado nessa trilha de semear o essencial – como revendedora que aprende e se constrói todo dia, mas que já tem alguns anos de caminho trilhado nesse tema “quando era tudo mato” hihi <3 Me sinto muito inspirada por esse trabalho feminino e coletivo, que apóio e acho importante ser compartilhado em todos os lugares (principalmente fora do eixo sul e sudeste e entre as capitais) e que também possa ser acessado por quem não pode adquirir a mandala física no momento (com os diagramas disponibilizados gentilmente online e compartilhamento da forma de uso por meio de oficinas e boca a boca). Que esse estudo de si e crescimento individual e coletivo como pessoas nos possa ajudar a construir uma nova sociedade mais justa para as mulheres e igualitária nas relações, mais equilibrada com a natureza, e tantas outras revoluções mais.

Suzana Su
Aracaju - SE
Sou Suzana, agroecóloga, anarco feminista vegana e outras cositas más, por trás da Bem me Vi 💙 @bem_me_vi no instagram

Comecei a namorar muito nova (14 anos), sempre fui muito madura pra minha idade e até acredito que foi por esse motivo que meus pais autorizaram o namoro. Não os julgo, não guardo magoa, mas mantenho firme a ideia de que eu era muito nova. Foi um relacionamento abusivo, com mentiras e traição. Nunca mais namorei depois disso, e criei muitas barreiras e aversão a relacionamento sério, com o tempo pude entender que na verdade não era aversão, eu só não queria mais passar por aquilo de novo, eu não queria me perder de mim outra vez, não queria me anular pra caber nas expectativas de outra pessoa. Depois de um tempo de “rebeldia afetiva” comecei um processo de autoconhecimento, confuso, doloroso, mas, libertador e esclarecedor. Eu queria me redescobrir e me apropriar de mim mesma, porque entendi que esse era o caminho pra que ninguém se sentisse no direito de se apropriar de mim outra vez e pra que eu não permitisse que isso acontecesse. A Mandala Lunar chegou como uma guia espiritual, uma amiga, um acalento, fortalecendo todo esse processo. Me ajudou a olhar mais ainda pra dentro de mim mesma, a olhar coisas que eu ainda não tinha dado importância e a descobrir coisas que são importantes. Sou muito grata a todas as pessoas que participam da construção dela, muita luz pra todas vocês! Gratidão!

Lindici Barbosa Kielba
Curitiba - PR
Sou Professora de Educação Infantil, tenho DRT de atriz e sou uma sagitariana com toda a sinceridade e todos os exageros do mundo.

É a primeira vez que estou usando a mandala lunar e está sendo uma experiência incrível na minha vida. Conhecer meu ciclo menstrual é o ponto de destaque, agora consigo ter uma ideia dos meus dias bons e os não tão bons assim, qual a média de dias da minha menstruação e que meu ciclo é bem longo, antes pensava que minha menstruação era desregulada, era apenas uma questão de entender meu ciclo. Outras pontos especiais para mim são: conhecer as fases da lua fazendo conexão com minha expressividade, sempre gostei de buscar os significados dos sonhos agora anoto e interligo com o momento que estou vivendo, e por último, escrever como um diário, estou fazendo disso um ritual, não é todos os dias que dar certo, mas tudo bem. É isso, obrigada por serem mulheres que ajudam outras mulheres.

Nossa Senhora do Socorro - SE
Instagram: @domytilya

Minha filha havia acabado de falecer, ela morava em Porto Alegre e eu na época morava em São Paulo, ao voltar de Porto Alegre, recebi pelo correio uma mandala lunar que ela havia me enviado de presente, aquilo foi muito visceral, pois conversávamos sobre isso um pouco antes de ela falecer e ela me enviou para que eu começasse minha viagem do autoconhecimento, foi a ferramenta certa no momento mais difícil que já vivenciei, e desde 2018 utilizo. Posso dizer que de certa forma a mandala lunar me salvou em vários sentidos, e ao utilizar sinto novamente a sintonia que sempre tivemos eu e May.

Magda Cunha
Porto Alegre - RS
Através da mandala, das conversas com May, hoje tenho no instagran o espaco.mayluz que pretendo transformar em espaço físico com o tempo, pois Mayra acreditava no acolhimento, escuta e na terapia floral como cura.

Para mim é a mandala lunar é fantástica. 2021 é o ano que mais estou usando ela, e quando não uso consigo ver os padrões que provocaram isso (internos e externos). Pareço uma criança em dia de natal, descobrindo cada pedacinho quando pego a mandala. Ali descobri meus ciclos, humores, planto minhas intenções com mais afinco em cada lua nova, e o mais importante pra mim: escrevo. Redescobri que o ato de escrever sobre mim, meus dias e percepções são como baldes de água doce no deserto. É como se tirasse um peso de mim, e minha vivência se torna uma poesia única e de total entendimento pra mim. A mandala é um livro mágico, no qual eu sou a bruxa e o feitiço, que apenas descobri, entre essas páginas encantadas.

Fabiana Engler
Sorocaba - SP
Sou bruxa, taróloga e estudante de pedagogia. Minha missão é levar o conhecimento e o autoconhecimento por onde for, durante minha existência. Você me encontra no Instagram: @magiadatarologa

Minha relação com o meu ciclo mudou completamente depois que eu conheci a Mandala Lunar. Comecei a usar ela em 2019, e hoje eu anseio pela minha menstruação, seja para plantar a minha lua ou fazer meu autorretrato com o meu sangue. Descobri tantas coisas novas com os conteúdos que vocês trazem, e hoje me entendo melhor a cada fase do meu ciclo, sei que está tudo bem quando estou mais introspectiva e sensível, e ja sei prever também quando estarei mais disposta e sociável. E o legal é eu poder apresentar isso também para outras mulheres, que assim como eu, também desconhecia esse mundo. Não apenas mulheres, mas meu próprio namorado, ter essa fala aberta sobre o ciclo, sobre as luas, ele mesmo se encorajou e está fazendo a Jornada Solar dele. É muito bom, quando sei que a próxima mandala vai lançar eu coloco um despertador no meu celular para comprar na primeira hora, vai que acaba né?! hahaha Amo o trabalho de vocês, por favor, continuem, faz uma puta diferença na vida de muitas mulheres <3

Bruna Bley
Curitiba - PR
@brubley

Conheci a mandala lunar em uma época que precisava e buscava o autoconhecimento. Ela tem ajudado a me compreender e também respeitar meu corpo e meus ciclos. A mandala trouxe para minha rotina diária profundas reflexões sobre natureza, relações internas e externas. Ela tem me instigado a buscar conhecimento e também, entender meus sonhos, bem como a encontrar ações para se chegar lá. Tem sido um processo intenso e também muito gratificante me conhecer mais. Obrigada pelo empenho na construção desse instrumento de transformação pessoal.

Suzana Almeida
Uberlândia - MG
@_suzanalmeida

O auto conhecimento é uma jornada sem fim, e a mandala lunar me ajuda a navegar nesse mar profundo que eu sou. Eu já utilizada da prática da mandala de uma forma mais simplificada, mas a mandala lunar deixou ainda mais incrível essa conexão, pois trouxe ainda mais beleza e informação para o meu dia a dia. Gratidão por ter em minha vida essa ferramenta tão linda!

Yas
Monte Alto - SP

A mandala lunar é uma obra de arte e de amor. Sente-se o carinho e afeto que é colocado na sua concepção e construção. Além disso, é um instrumento educativo para todas as idades, que trás a reflexão e ampliação da consciência de si. Ajuda na organização, na conexão “eu comigo”, “eu natureza” “eu com o Todo”. Uma pausa, um alento gostoso e necessário.

Priscilla
São Paulo - SP
Priscilla Paulino (@prillapa - insta/Constelação Raizes_Priscilla Paulino - facebook)

Eu não tenho palavras pra agradecer os mundos e curas que me foram abertas a partir deste livro, desta ferramenta, desta criação potente a nível coletivo e cosmológico tão necessários. Admiro demais o trabalho e a força pessoal e ancestral de vocês. A Mandala Lunar é um portal para um futuro ancestral. Para uma descoberta do amor e da riqueza que existe dentro de cada corpo. Obrigada 🙏🏼

Soraia Gatti
Curitiba - PR
Uma historiadora e antropóloga que, nos últimos tempos, tem sido uma buscadora de si e da arte que existe dentro de todes nós.

Amo a mandala, sou psicóloga e recomendo para a maioria das minhas clientes, acho uma ferramente incrível de aprofundamento psíquico e autoconhecimento. Além disso consegui desconstruir COMPLETAMENTE a minha visão quanto a minha menstruação e cuidados durante esse momento do meu ciclo.

Maria Eduarda
Recife - PE

Indicada por uma amiga, que comprou e disse que o livro lembrava algo mágico, ou bruxo, eu fiquei curiosa e ao me mostrar, me apaixonei de capa a capa. No ano seguinte fiz a minha primeira compra. A mandala foi um livro no qual pude me expressar e refletir sobre mim e sobre o mundo. Num ano bem intenso onde morei em outro país, ela representava um momento que tirava pra mim. Ali eu chorava, dava risadas ao recordar vivências, desabafava como se fosse para uma amiga secreta, ela se tornou por alguns momentos meu eixo, e uma válvula de escape.
Não utilizei tanto o diagrama, não tinha entendido muito bem, ou para que mais eu poderia fazer o uso.
Fiquei um ano sem ela por estar fora. Não havia entrega internacional. Este ano eu comprei novamente. Mais situada com o livro, consegui explorar mais partes, além dos usos que fiz anteriormente.

A conclusão que cheguei após essas práticas é que a mandala é de fato um livro mágico! Meu desejo é que um dia todas as mulheres, e pessoas de uma maneira geral, possam um dia ter acesso. Como um livro de autocuidado e autoconhecimento de cabeceira, pra vida.

Natália Marcão Domingues
Votuporanga - SP
Professora de inglês, amante das artes e coisas que deixam o coração quentinho. Tive um canal no youtube "Make in Libras", meu insta é @NatyMDomingues, e-mail: [email protected]

A mandala lunar é para mim um momento, um convite para o olhar interno, um espaço, belo, aconchegante, afetuoso e motivador pra refletir meu olhar interno e reflexões e expressá-los nas folhas através das palavras, nos desenhos. As frases, desenhos, e reflexões e textos da mandala são como um constante lembrete para que eu sempre acesse minha força interna, me reconecte com os ciclos da natureza e da vida.

Marina Nobel
Belo Horizonte - MG
Marina Nobel (Instagram)

A Mandala Lunar é uma ferramenta de autoconhecimento que auxilia a mulher a se aprofundar na feminilidade e na magia que possui naturalmente e que, ao longo dos anos foi esquecida… renegada..
Ela nos conecta ao nosso ciclo nos relembrando nossa qualidade selvagem e sagrada. Além de nos conectar aos ciclos da Grande Mãe Gaia, nos conduzindo a uma percepção ampla, profunda e amorosa da vida e principalmente da participação e integração do nosso ser no mundo.
Agradeço demais por poder usufruir deste instrumento amoroso, que além de útil, pois da suporte prático ao acompanhamento do ciclo feminino no dia-a-dia, é um livro lindo, cheio de imagens e informações preciosas que enriquecem a vida de uma forma acolhedora e esclarecedora. Gratidão a idealizadora e a todas envolvidas na feitura deste presente/portal que é a Mandala Lunar. Não me imagino sem ela… gratidão imensa.

Luisa Carneiro
Rio de Janeiro - RJ
Luisa Carneiro é leitora dos símbolos do Baralho Cigano do Tarot e da Astrologia. Psicoterapeuta Junguiana, professora e Moon Mother, também trabalha com a feminilidade sagrada, e o resgate da natureza cíclica da mulher. Atuando na área desde 2005, usa as ferramentas simbólicas como um suporte para o autoconhecimento. Sua leitura busca aprofundar as características únicas que cada um possui, para que aconteça o encontro da sua verdade interna e o desvelar do seu propósito. Essa condução leva em conta o contexto do passado e do presente, possibilitando a ampliação da consciência e a integração do que se é verdadeiramente, impulsionando o indivíduo para o bem estar e para a sua totalidade. @alquimia.estelar @luisacarneiro76

Depois que comecei a usar a minha mandala lunar eu me sinto mais conectada comigo, consigo identificar coisas que eu não conseguia antes, eu entendo os ciclos que estou entrando, me sensibilizo aos sentidos do meu corpo e minhas necessidades… Sem contar que a mandala lunar proporciona aquele momento especial do dia, onde só minha presença se cabe ali por inteiro, sem receios… E é linda sempre traz informações e artes que geram profundas reflexões.

Mariana Marrie
Fortaleza - CE
Eu sou a @microcosmo.marrie, sou artista, tenho buscado me aprofundar mais no sagrado feminino e vcs me ajudaram muito nesse processo ...

A mandala lunar é aquele cantinho que me acolhe, me conecta comigo mesma. É meu ritual de autocuidado diário. 🧡

Patrícia Costa
Guarapari - ES

Fico até emocionada para escrever. Quero muito agradecer pelo trabalho incrível de vocês, a Mandala me ajudou e vem me ajudando já tem 3 anos, a me perceber, a cuidar de mim, a ter um momento do meu dia onde eu paro pra pensar em como eu me senti naquele dia, isso pra mim, é um momento mágico de conexão comigo mesma. É o único momento do meu dia onde eu pego um lápis de cor (pra pintar os diagramas) e eu descobri que eu amo colorir, é como se eu estivesse me vendo criança novamente, e isso depois de um dia de trabalho exaustivo, não tem preço! Então só agradecimentos, muito obrigada pelo trabalho que fazem, saibam que isso é muito importante!!!

Gabriela
Rio de Janeiro - RJ

Eu conheci a mandala através de uma postagem de uma colega que tinha já despertado para esse lado do autocuidado natural e observação. Eu lembro que fiquei horrorizada quando ela contou que regava as plantas com seu sangue, e hoje cá estou eu fazendo o mesmo plantando minha lua. 2017 foi um ano que entrei mais em contato com meu ciclo, meu sangue. Aprendi sobre menstruar na lua nova e lua vermelha. Passei a usar coletor e saber de fato quanto menstruava. Interrompi anticoncepcional e passei a ciclar depois de muitos anos. Fiz as pazes com meu ciclo. Também foi nesse mesmo ano que descobri um teratoma do ovário e que necessitava cirurgia. Mais uma vez me conectei com meu corpo. Também foi nesse ano que descobri prazer através do meu corpo. E nesse lindo ano descobri a mandala lunar, o que me lembrava meus antigos diários e cadernetas de menstruação. Fazia anotações desde a primeira vez que menstruei, depois passei a não fazer mais até que parei de ciclar. A descoberta da mandala veio com aquele antigo desejo de registrar. De escrever. De pintar. De observar. Foi amor a primeira vista. Eu queria ter a nova edição pra ontem!!! Quando chegou fiquei muito feliz. E desde então é ali que faço meus registros. As vezes não estou com vontade de escrever ou anotar, mas sempre lembro de observar. A mandala lunar é um lindo projeto feito por mulheres para mulheres que estão em uma jornada em direção a si mesmas, autopercepção. Amo as ilustrações, o conteúdo. E sempre ansiosa para conhecer o próximo projeto. Indico para todas as amigas e desconhecidas também. Mudou a maneira como eu me relacionava com meus ciclos e meus registros. Sou fã número 1!!!! Parabéns meninas, mulheres!!!!

Rosi
Santa Catarina
@rosicasatti108

Este livro é de uma sensibilidade e importância única para o autoconhecimento feminino como um todo. Aprendermos muitas perspectivas que ampliam nossa auto percepção. É de um valor imensurável. Fico extremamente sensibilizada de poder usufruir deste livro lindo. Parabéns meninas. Muito amor para vocês.

Helga
Garopaba - SC

Eu comecei usar a mandala lunar mais ou menos na época que parei o anticoncepcional e foi ótimo pra voltar a sentir meu ritmo natural e ir percebendo as mudanças no corpo durante o ciclo. Mas o que eu mais gosto é da disciplina em anotar meus sonhos, logo que acordo, cada um no seu dia. Consigo usar tanto como diário, quanto como agenda normal no planejamento mensal. Fora que ela é linda e me alegra todos os dias embelezando minha cabeceira

Gabi
São Paulo - SP
https://instagram.com/gabischembeckmakeup

Conexão. Dentre tantos outros afetos que a mandala lunar, penso na conexão como uma peça importante dessa relação. Conexão comigo, meus pensamentos, meus afetos, meu ciclo, meu sangue, meu corpo, com a lua, e até mesmo com as mulheres antes de mim, com aquelas que estão ao meu lado, com o que há em comum em ser mulher. Gratidão por tanto, das mulheres que compõem essa ferramenta sensível, transbordando arte e sabedoria.

Francine
Santa Maria - RS
@fran.enicna

Com a Mandala Lunar eu tenho um encontro diário comigo mesma, reparo nos meus padrões de sensações, pensamentos e sonhos, detalhes que antigamente passavam desapercebidos. Isso possibilita que eu me conheça melhor a cada dia, associe às fases da lua e do ciclo menstrual, podendo administrar melhor minhas atividades, me relacionar melhor com os outros e assim, viver melhor!

Além de ter reflexões durante o ano com os textos de temas diversos, perceber mudanças de estações e até mesmo datas comemorativas que antes eu nem sabia. Digo que hoje a Mandala Lunar faz parte da minha vida, uma ferramenta que me conecta comigo mesma, como forma de me cuidar, observar e estar em constante conhecimento.

Aline Cruz
São Caetano do Sul - SP
Aline Cruz - 22 anos Jornalista, amante das artes e não comedora de animais. Amo escrever, atuar, cantar e tocar violão. Descobrir o Sagrado Feminino em paralelo ao Feminismo é uma grande descoberta para mim, algo que quero conhecer cada vez mais e desejo que mais mulheres conheçam. Acredito que um mundo melhor começa a partir de mim e de pequenas atitudes, apesar do caos do mundo/ país atualmente. Instagram - @liliine_cruz

Eu comprei a Mandala um pouco antes da pandemia – quando nem sabíamos o que iria acontecer – e posso dizer que foi um instrumento que me trouxe muita força e autoconhecimento. Sempre que tenho que colocar algo pra fora, eu uso a Mandala e ela também me ajuda a organizar os dias, os compromissos da semana e a compreender questões emocionais que envolvem o meu ciclo menstrual. Sinto que muitas vezes ela me faz retornar ao centro – ao meu centro.

Beatriz Gouveia
Aracaju - SE
Nutricionista, feminista, pesquisadora militante - @nutripopular

A mandala é incrível, a conheci no momento certo e sou grata por isso. Conhecer a si mesmo com uma ferramenta tão única e acolhedora como ela torna esse processo ainda mais encantador. Parte dos meus textos depositados em suas páginas é dedicado à minhas futuras filhas, com situações, lições e aprendizados diários. Só gratidão por ter conhecido esse projeto lindo <3

Nathalya
Maceió - AL

Aderir a mandala me ajudou de uma forma extremamente importante. Primeiramente porque eu gosto de escrever, ter um diário me ajuda, essencialmente com ansiedade, então é uma forma de alívio e incentivo a liberar todo esse peso. Segundamente porque consigo acompanhar tudo o que eu senti, sinto e possa vir a sentir, compreendendo como o meu cérebro reage as minhas ações e as exteriores, passando isso para o meu corpo. A partir desse entendimento, lidar com o meu ciclo se tornou algo muito mais complexo e que merece todo o estudo que eu puder dedicar, para saber lidar comigo mesma, cada vez melhor e de forma mais respeitosa.

Agatha Diademi
Campinas - SP

A mandala me auxilia a estar cada vez mais presente no meu dia. Nas minhas ações. Nos meus pensamentos e nos meus atos. Me auxilia a acessar aquilo que está lá no fundo do meu inconsciente através do exercício da escrita. Me trouxe conhecimento sobre as fases da lua e como interferem no nosso ciclo. Me trouxe aprendizados valiosos sobre mim mesma! Eternamente grata por essa troca. O que vocês me proporcionaram ficará marcado pro resto da minha encarnação.

Giovana
Itanhaém - SP
Prazer, me chamo Giovana, tenho 25 anos e atualmente trabalho com o @bregaisnice, brechó focado no consumo consciente e sustentável, na disseminação de informações sobre a Indústria da Moda e como ela de fato funciona. Espero que gostem <3

A mandala lunar é uma ferramenta incrível não só para mapeamento do ciclo menstrual, mas também como autoconhecimento porque, a partir dos registros, você vai identificando padrões, percebendo como você é a cada ciclo. Para mim, ela é o meu momento de acolhimento e autocuidado no fim do dia.
Além disso, a mandala é extremamente linda e bem feita, é possivel perceber o carinho e dedicação com que foi produzida. Recomendo muito!

Maria Helena Barros
São Paulo - SP

Estou em um processo de volta para casa…de reencontro comigo mesma e de amor! A Mandala veio para somar e encantar ainda mais esse momento mágico, além de apoiar o meu autoconhecimento e me sentir segura em colocar nas páginas os meus sentimentos.
Um relato que me emociona é sobre o meu sangue. Há um tempo comecei a acolher, entender, aceitar, amar e plantar a minha lua. Sempre tive muito nojo, raiva e repulsa pela menstruação, além de cólicas fortíssimas, enxaqueca e muitos outros sintomas, alem de sempre dizer não gostar de ser mulher. Tomei anticoncepcional dos 15 aos 29 anos, quando engravidei.
Depois não me adaptei ao anticoncepcional que podia tomar amamentando e, após parar a amamentação passei por duas médicas que não quiseram me receitar o anticoncepcional.
Acabei aceitando contrariada. Foi quando comecei o meu processo e vi toda a potência, amor e cura no meu sangue.
Após começar a plantar minha lua, a acolher minha anciã, a conhecer meus ciclos, a me acolher e buscar entender meus processos foi algo transformador.
Hoje não tenho mais cólicas nem enxaqueca…sinto bem menos sintomas e quando eles vem consigo perceber e procurar um meio de cura. Hoje grito e uivo com todo amor e orgulho no peito: SOU MULHER, SOU MARAVILHOSA, SOU DEUSA, SOU SAGRADA.
É lindo, é transformador….não é fácil, mas com o acolhimento e ajuda das irmãs de caminhada, dos livros, da ancestralidade fica mais leve e temos mais firmeza no propósito que nos guia.
Seguimos juntas…
Um beijo com amor e muita gratidão,
Gi

Gisele Manchini
São Bernardo do Campo - SP
Gisele Manchini Instagram: @gisele_manchini @ilum.ina_velas Cel: (11) 98882-9572

A mandala lunar hoje é o meu melhor mapeamento do meu ciclo menstrual, com ela consigo saber quando vou estar mais ou menos disposta, meu período de ovulação, etc. Também consigo mapear minha ansiedade e suas flutuações. Eu usava aplicativo de celular para mapear o ciclo menstrual, e hoje não utilizo mais pois a mandala me atendeu no que eu precisava. Gosto de usar mais como diário do que como agenda, também.

Mari Chiaverini
São Paulo - SP
Instagram @marichiaverini.escritora

A Mandala Lunar me trouxe maior contato comigo mesmo, com meus ciclos, com coisas tão reais e cotidianas que a loucura do mundo que nos foi imposta fez com que eu me afastasse da essência do meu feminino. Só gratidão, pois cada vez que abro minha mandala e vejo uma das imagens ou leio uma frase é como se uma energia me fosse devolvida, como se eu me restaurasse um pouco mais, como se eu me reencontrasse com a força interna feminina que me habita que, as vezes, se encontra adormecida.

BSR
Fortaleza - CE

Adquiri um conhecimento maior sobre meus próprios hábitos, disciplina e inclusive respeito pelo meu próprio corpo físico, o que não percebia antes por não comparar meus diferentes comportamentos em períodos que se repetem mensalmente, achei essa descoberta através da Mandala Lunar, fantástica a ponto de não permitir dar início ao primeiro ciclo lunar sem o livro, kkk tamanha dependência …

Sanbizen Yoga .
São Paulo - SP
Sanbizen Yoga 🧘‍♀️ ensina a cuidar de SI para depois cuidar do próximo através das técnicas de Yoga 🧘🏻‍♂️ .

Eu amo o ciclo de compras das mandalinhas pois, o fato de eu ser distribuidora me proporciona a reconexão com colegas e amigas e me proporciona novas conexões com mulheres muito incríveis! Essa partilhar de conhecimentos e narrativas nos criam egrégoras comuns! <3

Tatiana Weckeverth Furquim - Abaporu
Curitiba - PR
insta: tate_abaporu

É revolução! Queria ter tido esses conhecimentos e práticas desde quando tive minha primeira menstruação. Foi libertador por me conhecer como cíclica, entender meus padrões e também usar como forma de mapear a minha rotina – seja diminuir alguma coisa ou aumentar outras. Percebo que tem muita mulher ao meu redor que nunca nem ouviu falar sobre isso, acho essencial toda mulher conhecer! O trabalho é lindo e inspirador. Hoje me relaciono completamente diferente com minha menstruação, antes era só associada com dor. Hoje eu tento interpretar sempre o porque dessa dor de cólica tão forte e quais foram os padrões que ainda está me levando à isso. Conhecimento e autoconhecimento sobre si é a revolução que precisamos para mudar o mundo!

Fernanda Hakme
Brasília - DF
Sou a fê, designer, bailarina no tempo de criança. Mãe de pet e planta. Meu sinta é @hakme

Através de minha primeira roda de Ginecologia Natural foi onde eu tive o primeiro contato com um diagrama lunar e logo em seguida com essa ferramenta poderosa que é a Mandala Lunar.
Fiquei encantada! Nunca almejei tanto esse diário, me debruçava dias e horas escrevendo, desenhando, rabiscando… e tentando interpretar tudo o que havia dentro de mim através das imagens, palavras e cores que se mostravam.
Ao longo dos anos me senti mais e mais acolhida por minhas Mandalas, algumas páginas com frases que me representavam por completo, outras que me faziam questionar minhas certezas e nenhuma eu passava isenta de sentimentos ou sensações.
Através da Mandala eu soube que era necessário me respeitar antes de qualquer coisa e antes de qualquer pessoa, eu devo me amar primeiro e estar atenta. Atenta ao que meu corpo, alma e mente pedem, me perceber, enxergar com clareza a realidade em que eu me encontro e a minha ciclicidade diante desse cenário.
A partir disso, consigo ver e quebrar padrões nocivos à mente, corpo e alma que me impedem de evoluir, ascender e levar uma vida mais saudável.
Esse livro, diário, agenda, me acompanha para todo canto e a todo momento, pois estando atenta, me preparo para imprevisibilidade de um acontecimento que precise ser registrado, tenho ela em mãos, fazendo memórias infinitas sobre mim e a vida.
Gratidão!

Marina Miranda
Brasília - DF
Oiê! Sou a Marina, cerratense, pesquisadora-artista-docente, artesã, apaixonada pela natureza! @mamr_

Sou fã da Mandala Lunar e indico para todas as mulheres que passam por mim. Sempre me ajuda a relembrar da minha potência cíclica, e isso não tem preço.

Sou psicóloga e minhas pacientes, inclusive, adoram a Mandala Lunar. É interessante porque suas Mandalas acabaram virando ferramenta para a psicoterapia, potencializando suas jornadas para dentro.

Raissa
Brasília - DF
Raissa Mendes, 28 anos, psicóloga e terapeuta de mulheres, no Instagram como @mulherciclica e @apotecariosdafloresta.

Foi a primeira mandala Lunar que eu tive , e nossa me senti uma adolescente por descobrir coisas sobre meu corpo que aos 37 anos não sabia !! Tem sido uma ferramenta muito poderosa ! Gratidão !

Viviane Rodriguez
Curitiba - PR
Eu sou a Vivi, artista plástica de sentimento e formação e depois que conheci a mandala lunar o meu lado feminino foi mais trabalhado pois em trouxe várias reflexões sobre o feminino e feminismo !! Meu Instagram é esse @viviane_rlr e estou enviando duas ilustrações minhas com base no que venho trabalhando através do conhecimento adquirido !

Estou utilizando a mandala pela primeira vez e ela tem sido um ótimo guia para aumentar a minha autopercepção e autoconhecimento. A partir do rastreamento, consegui não apenas identificar padrões e relações entre hábitos e sentimentos, mas também desenvolvi a prática da escrita diária e, consequentemente, produzi um histórico desse tempo que estou utilizando a mandala!

Giovanna Borges
Guarulhos - SP
Cientista Social. Instagram: @gboorges

A mandala me ajuda demais a me conectar comigo, reconhecer padrões, olhar com um distanciamento necessário para situações difíceis, enxergar padrões de comportamento autodestrutivos e entender o que me deixa feliz e saudável.

Rebecca Nora
Rio de Janeiro - RJ
Rebecca Nora é cantora, compositora, e produtora musical. Em agosto de 2020 debutou nas plataformas de streaming iniciando uma narrativa sublime, chamada Transmutação, que estabelece o autoconhecimento e a cura como focos principais.​ https://www.instagram.com/rebeccanoraa/

A Mandala me ensinou a observar meu corpo sem medo de descobrir novos problemas e, principalmente, olhar para os problemas como um sinal de alerta para a mudança. Aprendi que tudo no meu organismo está interligado e meu ciclo menstrual é resultado de ações e escolhas diárias, que se somam como passos numa dança. Abandonei alguns conceitos clichês que já tinha consolidado como verdades, aqueles do tipo “tenho a menstruação irregular e portanto só me resta pílula”. A Mandala me instigou a estudar as relações de traumas antigos com doenças, relações familiares com sintomas de repetição, e diversas leituras da medicina oriental sobre nosso corpo. Isso me possibilitou olhar para minhas “irregularidades” com muito mais empatia e compreensão, como quem entende o sofrimento do outro, o permite estar ali e busca uma saída, com calma, sem tanta indignação. O mais legal da Mandala pra mim é o quão real ela é, no sentido de ser pé no chão mesmo: não existe uma cobrança de preencher e escrever todo dia, o hábito precisa ser criado, mas o não escrever também significa que naquele momento estávamos entregues pra outras coisas importantes pra gente. Tem momentos que só escrevo os ciclos, outros que só escrevo o planejamento do dia a dia, outros momentos que só leio os conteúdos e frases, e se for parar pra ver, esses momentos estão ligados com o a lua do céu e a nossa. Ter as luas na organização mensal também é ótimo, já que na cidade muitas vezes nem conseguimos vê-la no céu de tantos prédios em volta. E é justamente esse resgate que fez eu me apaixonar e nunca mais largar a Mandala, sou muito grata pelo trabalho de todas as mulheres envolvidas nesse projeto. Agradeço pelos encontros.

Iara Sabato Romano
Rio de Janeiro - RJ
Instagram - @iarasabato Estudante de Engenharia Florestal na UFRuralRJ

Na virada de 2020 para 2021 comecei a me dedicar a compreender minha intuição e como ela se comportava em minha vida. Há anos desejava uma mandala mas o momento de aquisição nunca chegava, até que consegui a edição de 2021 e me sinto muito grata e contemplada por isso. Me sinto menos limitada quanto ao meu conhecimento corporal e de meu ciclo menstrual. Utilizá-la como um diário tem me ajudado a identificar como meus pensamentos e desejos impactam na minha vida, tanto positiva quanto negativamente, e o quanto esses momentos de escrita e conexão comigo mesma tem me mostrado que a nossa autocontemplação é de extrema importância para nossa saúde mental e física, assim como para nosso autoconhecimento. A mandala tem mudado minha vida em meu intimo, em minha relação comigo mesma e como as pessoas com quem divido minha jornada. Obrigado!

Franciely Camargo
Erechim - RS
Sou estudante de Licenciatura em Filosofia, mãe há 4 anos e trabalho como artesã produzindo bordados para decoração como pequena empreendedora.

Desde que soube da mandala, senti como um instrumento de contágio. E nesses anos de uso cada vez mas mulheres se conectam comigo através da mesma. Minha relação com o ciclo menstrual está tão aguçada e decorada e estudar as antigas mandalas, que sinto ter internalizado os símbolos e cores e reparar e me organizar no mundo a partir dessa ferramenta mesmo quando deixo de usar o diagrama. Escrever é minha forma de ser e (des)conhecer o mundo e a mim favorita, escrever todos os dias me impões contatos absurdos comigo, a percepção do tempo e a memória se alteram por ter registros do que se sente. Noto que no primeiro ano usava muito numa lógica de relatório do cotidiano, hoje a mandala guarda o que me ensinou: que eu fale de mim a partir de mim, que existe uma voz que acoa, mesmo que por vezes haja fuga de si própria, melhor que a experiência de escrever é a surpresa que faz carinho e também faz torcer o nariz de reler a si.

Laura Conti - Diaurafana
Pouso Alegre - MG
@diaurafana entre os movimentos do corpo e da palavra, sendo uma corpa preta no mundo

Amei a proposta do livro, tão delicado e ao mesmo tempo tão profundo. Além de propor o auto-conhecimento, nos propõe várias questões ao longo da leitura e dos dias… Fora que na agenda, existem dias de orixás, deuses budistas, e outros dias maravilhosos que eu não tinha conhecimento. É uma ótima ferramenta para mergulhar no nosso interior, e nos mantermos conectados, a nós mesmos, ao universo e claro, a outras mulheres.

Gabee Meyer
São Paulo - SP
Gabee Meyer, ilustradora e designer @gabeemeyer

A Mandala Lunar foi uma oportunidade de me conhecer mais a fundo. Somos várias, somos d’água e somos cíclicas, essas foram as lições mais preciosas que aprendi, porque proporcionaram acolher a minha diversidade. E o mais incrível é que aprendi pela observação das minhas anotações que partem do meu sentir, como se eu expandisse meu campo sutil, ficando mais intima de mim.

Vívian
Salvador - BA
Baiana, educadora e militante. Insta: vivivend0

A mandala lunar me ajudou muito a compreender minhas fases, me conectar comigo mesma. Sempre gostei de registrar meus sentimentos mas por muito tempo eu ignorei a relação deles com meu ciclo, por mais tempo ainda eu ignorei a possibilidade de relacionar meus sentimentos com a lua, a mandala lunar veio para mudar isso em mim. Ter consciência de que sou cíclica e que tudo é só uma fase é libertador, as fases ruins passam e as boas devem ser aproveitadas ao máximo pq elas passam tbm, cada ciclo é um aprendizado, cada fase (boa ou ruim) é única e me prova o tamanho da minha força e me mostra que andando lado a lado com a natureza, com a minha natureza, eu sou mais forte ainda. Obrigada por tanto

Iara Costa
Palmeira dos Índios - AL
@iaiacosta (Instagram)

A Mandala lunar me traz inspiração, leveza, alegria por dedicar um tempo de qualidade para mim. Gosto de escrever com lápis de cor e as cores traduzem o meu sentimento naquele momento. O ato de escrever a mão livre, me faz pensar de maneira mais pausada (é lacuna entre pensar, decifrar e escrever). Eu amo escrever e ler tudo o que tem na mandala, inclusive os poemas de rodapé. O material é poético, faz a gente refletir um tanto de coisas.

Milena do Amaral
São Paulo - SP
Instagram: @webmilena.psi Site: www.milenapsi.com.br

Há muito tempo eu não usava diário, que era uma ferramenta da minha adolescência que me ajudou muito a passar pela turbulência típica da idade/fase. A gente esquece como é importante registrar nossa vida, nossos medos, os movimentos de nosso corpo… Descobri uma diabetes aos 39 anos e desde então passei a olhar mais pra minha saúde física e emocional, procurando alimentação, terapias, abrindo mão de estresses desnecessários e então num grupo de mulheres maravilhosas que passei a frequentar para um tratamento com florais da lua, nos indicaram a mandala lunar. Uma amiga já havia me apresentado antes mas não foi na época dos pedidos, então dessa vez deu certo de pedir e foi algo super importante nesse processo de melhoria de minha saúde. Ela tanto me ajuda no registro de sentimentos, quanto do ciclo, que era irregular minha vida toda mas após minha mudança passou a ser regular e eu passei a olhar pra ele com outros olhos. A mandala tem me ajudado muito e fora isso, é muito linda, não me canso de ver as ilustrações, ler os textos, enfim, virei fã e agora voltei a registrar minhas turbulências e alegrias, quem sabe o que esse registro irá me mostrar daqui a uns anos?

Gabi
João Pessoa - PB

A Mandala Lunar foi um presente das Deusas. Descobri no início da pandemia e já que não podia ir para fora, mergulhei para dentro e a Mandala foi uma excelente ferramenta neste processo de autoconhecimento e autocuidado diário. Gostei tanto que em 2021, comprei para presentear várias amigas queridas. Sou fã, não vivo sem! ❤️

Rio de Janeiro - RJ

A mandala lunar foi um encontro comigo mesma, chegou num momento em que eu iria precisar e muito. Com ela, além de acompanhar meu ciclo menstrual, eu aprendi a respeitá-lo, a perceber padrões, a prever e me preparar para eles. E eu não sei mais viver sem a mandala.

Ariane Garcia
São Paulo - SP
Eu sou uma mulher em constante aprendizado e amadurecimento que encontrou a Mandala Lunar no momento essencial e fez dele o seu aliado para todas as aventuras, amores, desamores, projetos e pausas. Eu sou Social Media e escritora e vocês podem encontrar meus textos, reflexões e conteúdos no insta @ariigarcia !

Eu Sou literalmente outra pessoa depois da Mandala Lunar. Sou muito grata a vocês. Ela me conecta comigo, mesmo quando não a uso. Sinto um conforto só de lembrar que ela tá ali, isso é inexplicável.

Cecília Meireles
Marabá - PA
Facilitadora de Processos de Despertar Feminino através do Ho'oponopono Profundo @ceciliameirelesapazdoeu

A mandala lunar se tornou umas das minhas melhores amigas, ela me acompanha em todos os momentos e sabe tudo de mim. Vivemos uma relação de aprendizado e ensinamento, me sinto mestre e discípula de mim mesma toda vez que revisito minhas escritas e diagramas. É uma relação de amor, de entrega e aprendizado constante. Depois que a mandala lunar chegou até mim, comecei a me conhecer bem mais profundamente. Agradeço e honro essa ferramenta de autoconhecimento tão potente e delicada.

Amandalah
Águas de Santa Bárbara - SP
Sou Amanda, Amandalah. Distribuidora e entusiasta dessa ferramenta inspiradora. Me encontre em @mundoamandalah (instagram)

embarquei nessa jornada de autoconhecimento a partir do contato que estabeleci com uma mediadora da aldeia shanenawa, em Feijó-Acre. Através do nosso contato adentrei no mundo da espiritualidade, com o kambo, o tzolkin e a mandala lunar. Mapear meu ciclo menstrual, no primeiro momento, pareceu uma tarefa árdua e dispendiosa demais, cuja lógica capitalista de produtividade e uso útil do tempo me impedia de visualizar na minha vida. Porém fui incisiva no aprendizado e hoje percebo diversos padrões que me auxiliam na condução das obrigações do dia a dia, distribuindo-as conforme a energia do meu estado menstrual. A mandala juntamente com o livro Ginecologia Natural me firmaram no processo de entender quem eu sou e não permitir que ninguém passe por cima do que eu sei sobre mim mesma. Adquirindo consciência sobre meu ciclo aprendi a ter controle sobre meu corpo e a ouvi-lo melhor, impedindo que terceiros o dominem. Conhecimento é poder, e a mandala fez parte da minha emancipação!

Melissa P. Jardim
São Paulo - SP
instagram: @lissajardim twitter: @melissa_jardim

A mandala veio na melhor fase da minha vida, que eu estou me descobrindo e me aprofundando cada vez mais, me fez observar meus ciclos, me interessar ainda mais pela lua e suas fases, planejar minhas intenções a cada lunação… enfim. Realmente é um material mágico e que agora eu não consigo mais viver sem. Gratidão a todas vocês. É essencial. Gratidão.

Ila Catarina
Salvador - BA

A Mandala Lunar serviu muito, principalmente para identificar meus piores sentimentos, como se ela tivesse colocado uma luz sob algumas atitudes e gatilhos desses sentimentos. Comecei um trabalho pessoal para tentar mudar certos padrões que identifiquei como negativos. Hoje posso dizer que melhorei muito alguns aspectos da minha vida graças a Mandala Lunar. Isso é muito maravilhoso! Gratidão!

Porto Alegre - RS

Esse é aquele produto dos sonhos que parece saído de um conto de fadas e que ainda assim une muita pesquisa, cuidado e trabalho científico por parte das autoras. É impecável. Muito mais do que uma agenda, planner ou calendário/diagrama para anotação do ciclo menstrual, é uma verdadeira obra de arte e de integração com nosso corpo e com nossa natureza interna e externa. Uma verdadeira união entre magia, ciência e arte!

Ana Paula Kikuti
Guaiçara - SP
Atriz e poetisa - @devaneiosartisticosoficial

Escrever na mndala é, muitas vezes, a minha pausa. Um ritual que não é todo dia que consigo fazer, mas que quando é possível me nutre e me preenche. Ainda que nem sempre eu consiga fazer uma pausa de qualidade todos os dias, uma anotação eu SEMPRE faço. É um instrumento de revisão diária e vai muito ao encontro dos movimentos do meu ciclo nada linear (dias que faço pequenas anotações e dias que faço rituais mais longos). Adoro revisitar escritas de anos e/ou meses anteriores e me surpreender com o que está registrado. <3

Vanessa
Florianópolis - SC