Sacola

Nenhum produto no carrinho.

Arquétipos do Ciclo Menstrual

Tudo na natureza é cíclico e se movimenta a partir de energias de expansão e contração. Vemos esse movimento ao observar os ciclos da Lua, dos  planetas, das marés, das estações e os ciclos de vida-morte-vida de todos os seres vivos dessa terra, que crescem, se reproduzem, morrem e dão continuidade à vida. Da mesma forma, em nosso ciclo menstrual, ou nossa “lua interna”, vivemos um ciclo de vida-morte-vida onde mensalmente sentimos os movimentos de crescimento, expansão, plenitude e aos poucos vamos nos recolhendo, avaliando, transmutando e encerrando ciclos. Cada vez que sangramos, deixamos morrer, seja um óvulo não fecundado, ou tudo  o que passou em nossas vidas e que não nos serve mais. Somos cíclicas como a Lua e mês a mês, ciclo a ciclo, vivemos essas energias dentro de nós em cada momento revelando uma faceta de nós mesmas.

Entender nossa energia cíclica nos permite amar e respeitar nosso corpo e seus tempos, saber que não somos as mesmas por todo o mês mas que vamos mudando, camaleando, sendo muitas em uma única mulher.

O mundo hoje, pautado a partir de uma lógica mais linear, previsível e regular masculina, rejeita essa ciclicidade e tenta impor uma uniformidade às mulheres a partir do uso de hormônios sintéticos (anticoncepcionais) que estabilizam e alteram nosso estado natural para se adaptar a uma sociedade normótica, industrial e padronizada. Muitas mulheres aprenderam também a rejeitar essas mudanças, optando por serem mais lineares, por acreditar que essas alterações afetam seu trabalho, humor e disposição. Mas se aprendemos a conhecer nossos corpos e seus ciclos, observamos que na realidade manifestamos diferentes facetas nossas com diferentes qualidades a cada fase do ciclo e que ao conhecê-las e integrá-las em nosso ser, podemos nos tornar mais inteiras em nós mesmas e criar uma forma de vida que respeite e integre esses aspectos.

O ciclo menstrual pode ser dividido em 4 fases principais: fase pré-ovulatória, fase  ovulatória, fase pré-menstrual e fase menstrual. Em cada uma das fases do ciclo temos diferentes qualidades, habilidades, energias e sensações em nosso corpo, mente e emoções, que mudam nossa percepção e expressão. Essas fases e suas energias podem ser interpretadas à luz das imagens arquetípicas da donzela, mãe, feiticeira e anciã (detalhadas a seguir).

Esses arquétipos primários, condensam padrões psíquicos ancestrais que traduzem a nossa disposição e sensação em cada uma dessas fases. Apresentamos aqui esses arquétipos e as energias que eles movimentam. Cada mulher, no entanto, tem um ritmo único, exclusivamente seu. Observe como seu ciclo se manifesta e se esses arquétipos ressoam para você. Não há a necessidade de se encaixar em nenhum padrão. Apenas observe e utilize essas informações como mais uma forma de tornar consciente e conhecer seu ciclo e seus ritmos. Quando vibramos com nossa energia cíclica, florescemos e realizamos nosso pleno potencial, nos tornamos mulheres conscientes, empoderadas de si mesmas, revelando e expressando nossa essência sagrada.

A Donzela

Fase pré-ovulatória – Lua crescente

Após o fim da menstruação, entramos na fase pré-ovulatória. Nessa fase, manifestamos uma energia vital intensa, projetada para fora. Podemos nos sentir mais dispostas, energizadas e ativas fisicamente, e também mais confiantes e independentes, com uma energia extrovertida e dinâmica. Essa é uma fase muito positiva, solar e jovial. A energia da fase da Donzela é equivalente ao início da primavera, de início de um novo ciclo, de muita inspiração e esperança. Nessa fase podemos nos sentir mais propensas a descobrir e aprender coisas novas, a realizar aquilo que planejamos e mesmo a planejar e organizar coisas. Temos mais força para lançar iniciativas e dar início a sonhos e projetos. Essa é uma boa fase para criar novos projetos ou utilizarmos nossas habilidades mentais para planejar ou aprender coisas novas.

Deusas e orixás relacionadas: Ártemis, Atenas, Ewá, Onirá

Estação do ano: Primavera

Fase da Lua: Crescente

Fase da idade da mulher: Jovem

A Mãe

Fase ovulatória  – Lua cheia

Durante a fase ovulatória, manifestamos o arquétipo da Mãe. Nesse período podemos nos sentir mais sensíveis e com uma energia voltada para fora. Esse é um momento em que estamos mais disponíveis para os outros, para as relações. Podemos nos sentir mais amorosas, compassivas e comunicativas e também mais atraentes e confiantes. Podemos sentir mais desejo sexual e nos permir dar e desfrutar do prazer. Nessa fase podemos simplesmente ser, agindo com maior aceitação e fluidez, sem precisar controlar os processos. É um período bom para socializar, marcar encontros, reuniões, para desfrutar da vida e celebrar! A energia da mãe é solar e expansiva. O arquétipo da Mãe se associa com a energia do verão onde há abundância de sol e alimento e, da Lua cheia, onde há plenitude e luminosidade.

Deusas e orixás relacionadas: Deméter, Isis, Oxum, Iemanjá, Amaterasu, Afrodite

Estação do ano: Verão

Fase da Lua: Cheia

Fase da idade da mulher: Adulta, mãe

A Feiticeira

Fase pré-menstrual – Lua minguante

Quando entramos no período pré-menstrual, voltamos nossas energias cada vez mais para dentro, para nosso interior. Nessa fase manifestamos a nossa feiticeira. É um tempo de analisar, recolher e transmutar. Nossa energia física começa a diminuir e aumenta a nossa força criativa e poder intuitivo. O pensamento pode ficar mais difuso, dificultando o planejamento e a realização e aumentando a criatividade. É um momento em que começamos a avaliar a “colheita” da nossa vida e das nossas relações. Nessa fase a verdade se revela e as máscaras caem. Aquilo que estava sendo omitido ou reprimido vem à tona e precisamos ouvir. Não podemos achar que estamos irritadas ou loucas, calando nossas angústias com remédios ou relevando as informações que chegam no período. As críticas, frustrações e impaciências que surgem nessa fase, revelam tudo aquilo que precisa ser transformado em nossas vidas. Saber escutar e honrar a Feiticeira, pode ajudar a curar sua relação com esse período tão desafiador para muitas mulheres. Esse é um período bom para avaliar projetos, escrever e usar nossa sensibilidade para criar. É importante também dançar e liberar nossa expressividade, honrando a mulher selvagem que deseja correr e fluir em liberdade dentro de nós.

Deusas e orixás relacionadas: Cerridwen,

Morgana,  Baba Yaga, Obá, Yansã

Estação do ano: Outono

Fase da Lua: Minguante

Fase da idade da mulher: Mulher meia-idade, menopausa.

A Bruxa ou Anciã  

Fase menstrual – Lua nova

No período menstrual entramos no arquétipo da Bruxa ou da Anciã. Nessa fase do ciclo, temos menos energia física e nossa força está voltada para dentro, para nossa energia espiritual e psíquica. Nesse período podemos ter uma maior abertura para o inconsciente, acessando sonhos, memórias e também visões para dar vida a projetos que poderão ser executados em outros momentos do ciclo. Esse é um período em que precisamos nos recolher e entrar em nosso espaço sagrado interior. Recolher, meditar, fazer trabalhos manuais são práticas importantes e devem ser cultivadas nesse período. Na fase Anciã, manifestamos a energia do inverno, de recolhimento e pausa, com uma retração da energia vital e a vida voltada para os espaços internos. Durante o período da nossa “lua” o corpo e mente passam por um processo de limpeza onde deixamos ir aquilo que não precisamos mais ou que não queremos  em nós mesmas e em nossas vidas. Esse é um momento em que estamos mais sensíveis aos estímulos externos e por isso devemos selecionar tudo aquilo que colocamos “pra dentro” de nós, evitando energias densas através da música, da leitura ou do contato com pessoas e ambientes pesados. Deixe entrar somente aquilo que te nutre e abastece energeticamente.

Deusas e orixás relacionadas: Kali, Héstia, Nanã, Hécate

Estação do ano: Inverno

Fase da Lua: Nova

Fase da idade da mulher: Anciã

 ……………………………

 

Esse texto fez parte da Mandala Lunar 2018. A deste ano também conta com muitos conteúdos inspiradores sobre os ciclos da natureza, as mulheres, saúde, entre outros. 

A Mandala 2019 ainda está disponível aqui em nosso site! Compre agora para receber em casa pelos correios ou busque em nosso mapa por uma distribuidora em sua cidade.

Ilustração: Chana de Moura